Conversamos com Gabriel “Revolta” Henud após a vitória da Vivo Keyd contra a CNB. o time de Revolta está praticamente classificado para a escalada do CBLOL e pode novamente sonhar com o título. Confira todo o papo com o jungler!

Você pode apostar nos jogos do CBLOL através da Betway

A Keyd estava tendo resultados ruins. Vocês não estavam no 100%?

Revolta: Eu concordo quando dizem que não estávamos no nosso 100% e eu ainda não acho que estamos no nosso 100%, independente de termos vencido da CNB. Cometemos diversos erros nos jogos, que outros times podem abusar. Mas bate um alívio de ter vencido… Eu acho que essa line-up, nesta situação, é algo que ninguém esperava. Agora que estamos praticamente na escalada fica muito mais fácil para nós trabalharmos.

O que fez vocês virem com mais forças contra a CNB?

Revolta: Bom, acho que primeiro foi o meta, o meta estabilizou. Dá para jogar de mage no bot ainda mas não dá para jogar de duo mid [afunilamento de recursos] mais. Então, tem menos coisa para nós nos preocuparmos. Estamos preocupados no nosso gameplay, evoluir o nosso jogo. Isso faz com que nós nos desenvolvemos mais rápido… Eu acho que essa dominância em cima da CNB se deve a isso, e também ao fato deles escalarem dois jogadores que não estavam prontos para jogar o CBLOL hoje.

Vocês chegaram a esperar essa possibilidade de rebaixamento?

Revolta: Com certeza. Na hora que vimos a tabela, nós falamos: ‘A gente pode ser rebaixado direto, podemos jogar o relegation’… Ainda podemos caso a gente perca a partida entre 4° e 5°. Mas assim, é uma situação que a gente se colocou, ninguém nos colocou nisso, foi o nosso erro. Então, estamos bem tranquilos enquanto a isso.

Qual aprendizado você tira desta campanha?

Revolta: Esta é uma situação que nunca nos encontramos antes… de lutar para não cair mas acabar indo para uma escalada, por mérito nosso. Mas, imagina se a gente fosse rebaixado? Imagina se a gente não tivesse chances de chegar na final?
Como eu disse, ninguém espera isso desta line-up. É uma época de muito aprendizado e muita reflexão. Que temos que quebrar conceitos antigos e construir conceitos novos. Estamos fazendo isso bem agora e desde que o meta estabilizou, e estamos focando no nosso, eu acho que estamos conseguindo nos renovar. Eu acho que esse split é muito de renovação para nós.

Vocês estão aprendendo mais agora, que estão “passando aperto” no CBLOL?

Revolta: Geralmente quando você ganha tudo, você não aprende nada no seu país, pois você está ganhando… Então não tem muito para aprender. Agora, de League of Legends não estamos aprendendo tanto dos outros times mas estamos conhecendo mais de nós mesmo, eu acho que esta é uma época muito importante para nós.

Ainda sonham com a ida para o Mundial?

Revolta: Todo time tem que sonhar em ganhar e representar o Brasil no Mundial… Se não o que você está fazendo ali? Mas apesar de nossa situação, de como estamos na tabela… Eu acho que é possível a gente chegar na final, ganhar a final e ir para o Mundial. Eu acho que temos time para isso e o momento é muito bom para a gente. Mas temos que manter o pé no chão. Não é porque ganhamos que somos melhores que todos. Não estamos tão bem quanto antes e é um momento de continuarmos pensando em sempre evoluir o nosso jogo.

Algum recado para a torcida?

Revolta: A torcida foi bem radical conosco, mas nesta situação também… Ninguém esperava que estaríamos naquela situação. Mas teve muita gente que nos apoiou e para estas pessoas eu tenho que agradecer por estarem no nosso lado. Quem sabe não chegamos em um afinal e vencemos para criar uma história muito legal para todo mundo? É isso que eu espero fazer para o público que nos apoiou.

Você pode apostar nos jogos do CBLOL através da Betway