Na quarta semanas de jogos, a KaBuM! e-Sports garantiu suas duas primeiras vitórias no Campeonato Brasileiro de League of Legends. No sábado (02), a equipe venceu a ProGaming e no domingo (03) superou o Flamengo Esports e quebrou a sequência invicta dos rubro-negros.

Confira como foi a coletiva da KaBuM! após derrotar o Flamengo, com o caçador Filipe “Ranger” Brombilla e o suporte Marcelo “Riyev” Carrara respondendo perguntas da imprensa.

Qual a sensação de voltar a ganhar no CBLoL?

Ranger: É uma sensação boa, é muito bom ganhar, a gente tinha esquecido de como era. Nós estamos muito centrados e a primeira coisa que falamos quando chegamos na sala foi para não nos animarmos muito, que nós ainda não somos bons, estamos 2-6 e não dá para pensar em playoffs ainda. Nosso foco é um passo de cada vez, uma jogada de cada vez, nós estamos mostrando uma evolução legal, mas a gente sabe que temos muito a melhorar ainda.

Qual era o plano do time para essa partida contra o Flamengo Esports?

Riyev: Ontem estávamos com algumas ideias diferentes da que aplicamos hoje. Nós conversamos bastante após a partida contra a ProGaming, porque o Flamengo é o time mais forte sim, eles estavam 6-0, e pensamos que se jogássemos de igual para igual contra eles não iria dar certo. Porém, o draft foi acontecendo do jeito que nós queríamos, escolhemos os campeões que nós queríamos e encaixamos uma composição muito boa.
Acho que Elise é um pick muito ruim pro competitivo, se ela não sair 10/0 no começo do jogo não vai fazer mais nada depois, e nós tínhamos Sejuani, Yasuo e Vel’Koz, era muito fácil fightar. Nós ainda tínhamos o Sylas, que é um powerpick muito forte, na minha opinião, e quando vimos que o draft encaixou, percebemos que tínhamos chances reais de vencer e que só precisávamos levar o jogo para frente que iríamos vencer de qualquer jeito.

Ranger: Ainda em relação a isso, eu queria dizer que estou bem feliz com a adaptabilidade da minha equipe. Nós esperávamos que o Robo iria jogar de tank, como vinha jogando nas outras semanas e ele surpreendeu bastante pegando carry top e por mais que o estilo de jogo deles, jogando full bot side tenha continuado o mesmo, eles surpreenderam a gente nesse aspecto, colocando um tank mid pro Goku, algo que nós viemos fazendo bastante esse split, então tivemos que nos se adaptar já que eles pegaram a gente de surpresa.

As seis derrotas seguidas ajudaram a KaBuM! a amadurecer nesse campeonato?

Riyev: Então, uma vez aqui que me perguntaram se eu queria reiniciar o CBLoL e eu respondi que não porque vitória ou derrota vai ser sempre um aprendizado. Você precisa ter sempre um mindset de que você vai sempre ser um aprendiz, tem muito a aprender e a melhorar, e essas derrotas com certeza fizeram com que todos nós abríssemos os olhos e enxergassem as coisas como não estávamos vendo antes do CBLoL começar. Arrumamos coisinha por coisinha, depois arrumamos coisas muito grandes e as mudanças seriam muito drásticas e conseguimos voltar a vencer, e se não tivéssemos feito essas modificações, teríamos continuado na mesma. O time todo foi capaz de reconhecer tudo e fomos empenhados em correr atrás para melhorar.

Você acha que o novo formato ajuda os times a treinar?

Ranger: Eu acho que com esse modelo de campeonato você pode tirar algumas coisas, mas não tanto. Quando você vai jogar contra times como o Flamengo, eles são muito dimensionais, eles só jogam de uma forma, nessa altura do campeonato acho que todo mundo já percebeu como eles funcionam. Dá para ver que eles não são tão adaptáveis, acho que eles não jogariam tão bem se jogassem pro top side ou coisa do tipo. Jogando contra um time como o Flamengo é mais fácil de lê-los e aplicar estratégia e tal. Acho que é muito difícil de ler nosso time, porque nós podemos jogar para o Dynquedo, para o Zantins ou para o Titan, e em MD1 é impossível de ler, então acho que esse é o lado positivo desse formato do campeonato.

Qual foi o principal motivo para a mudança de postura do time nesses últimos dois jogos?

Riyev: O Hiro ainda não deu nenhum toque no nosso time por enquanto, mas estamos muito esperançosos para a chegada dele no time, vai agregar bastante. A gente percebeu várias coisas que precisávamos mudar, e todo mundo reagiu rápido e bem para isso. Ficamos todos unidos, pensando nas melhores coisas que podíamos fazer, então agora o Hiro vai chegar, dar um gás a mais, vai organizar mais a gente, então só temos a melhorar e ficar cada vez melhor nesse CBLoL.

Ranger: Uma coisa legal que a gente fez, foi ideia desse monstro [Riyev], de escutar nossa comunicação no primeiro split de 2018, quando era o Nuddle ainda e foi nosso melhor split, quando nós jogávamos mais certo. Deu para perceber que estávamos muito diferentes, que estávamos muito afobados. Nós estávamos jogando como se qualquer jogada nossa fosse dar certa, que éramos melhores que os adversários. Corrigimos isso e agora estamos jogando de forma mais metódica e controlada, então é por isso que estamos melhorando a cada semana.

Qual a sua opinião sobre os caçadores estrangeiros (tirando o Shrimp) que estão jogando no CBLoL?

Ranger: O melhor está sendo o LeChase, pelo fato da comunicação. Acho que a jungle é 40% gameplay e 60% comunicação e conhecimento, como você seta sua equipe em relação aos objetivos. Para mim até os 15 minutos, como o time joga é o reflexo de como o jungler é. A Keyd é um pouco caótica, é um pouco descontrolada, e se o Laba vai bem é porque ele vai bem individualmente, e não porque ele setou uma jogada. Então, eu diria que o melhor é o LeChase e o time da Uppercut tá mandando muito bem com ele.

Nota: Após a matéria ter sido veiculada, Ranger comentou em seu Twitter que Shrimp era sem dúvidas o melhor jungler.

O que a KaBuM! acha do novo campeão, Sylas?

Riyev: Ele encaixa bem no nosso time porque o Zantins é um cara muito curioso, sempre que lança um champion novo ele vai atrás, procura vídeo de match-up, treina tudo o que precisa treinar, para termos conforto de dar first pick assim, e não vi nenhum outro time fazendo isso, porque ele passa a confiança para a gente. Ele fala que em uma match-up é tranquilo e nós só pegamos e sabemos que o boneco é roubado, ainda mais se tiver boas ultimate no time. Acho que para counterar o Sylas, você precisa pensar sobre as ultimates do seu time.

Na sua opinião, qual o time favorito a conquistar o título, e quem está sendo o melhor jogador desse split?

Ranger: Acho que tanto a Uppercut quanto o Flamengo são os favoritos. A Uppercut lembra o nosso time antigamente, não tem nenhum jogador estrela, não tem ninguém se destacando muito, é mais como eles jogam como unidade e eles estão fazendo sempre as escolhas certas, então é um time bem forte e temos que tomar cuidado contra eles. O Flamengo é um time muito bom individualmente, mas como coletivo eles precisam desenvolver.
O melhor jogador acho que está sendo o Luci, entre o Luci ou o Shrimp, os dois são muito bons. Não tem sentido o impacto do Shrimp nesse split, como foi no passado com o esA. Acho que o Luci está fazendo o Shrimp florescer, evoluir, sabe? Tá liberando ele a jogar mais solto e tornando ele um jungler melhor do que era. Devido ao fato de que o Luci não estava junto antes, e com ele acertando tudo mecanicamente, acho que o Luci é o melhor jogador.