A KaBuM está voltando a forma após não conseguir um bom começo no CBLoL 2019. No último domingo (17) a equipe venceu a Redemption e assim busca sair da parte de baixo da tabela. Confira a coletiva de imprensa com o mid laner  Matheus “dyNquedo” Rossini e o jungler Filipe “Ranger” Brombilla:

A chegada do Hiro já está impactando no desempenho do time?

Dynquedo: Com certeza! Ele mostrou muitos pontos pra gente durante os treinos que não estávamos vendo, e até mesmo quando perdemos um jogo semana passada ele mostrou alguns pontos que mudariam o rumo do jogo se tivéssemos visto, tipo um possível splitpush contra a Uppercut em vez de tentar juntar, enfim, alguns pontos mais detalhados. Ele ajuda bastante nessas partes técnicas e também na parte do draft, ele é muito constante e sempre sabe o que fazer então com certeza ele já está impactando no nosso desempenho.

Ranger você acha que o Dyquedo é o melhor Yasuo do Brasil? O time adversário bobeou em deixa-lo livre?

Ranger: Com certeza, se ele não é o melhor ele é o segundo melhor atrás do TitaN talvez, os dois são absurdos de Yasuo e o dia que quisermos colocar esse campeão no bot vai dar muito bom. Eu acho que Yasuo está muito forte sim, na LCK se não me engano deram first pick nele algumas vezes e se o jogador tiver maestria com o campeão ele sempre será muito útil, não importa o quanto ele fique atrás quando ele pegar dois itens vai ficar muito forte, então é um campeão que temos bastante segurança. Já o baniram contra nós algumas vezes então acho que não terem banido agora foi certo desrespeito, tipo o Karthus do Shrimp.

Dynquedo: Eu concordo nessa parte da força do campeão, ele está bem forte e está escalando bem quando pega o segundo item. Apesar de estar bem forte eu ainda acho que ele é difícil de ser usado, então se o jogador não for confiante com o campeão será difícil de executar, não é só sair escolhendo porque está forte como alguns outros campeões que são um pouco mais fáceis de jogar, então acho que tem que ter bastante confiança por parte do jogador também.

O que vocês avaliam de diferente da KaBuM do primeiro turno para a KaBuM de agora?

Dynquedo: Desde a época que estávamos mal eu sempre falei que mesmo com os resultados estávamos no caminho certo, estávamos sentindo bastante evolução. A partir da quarta semana eu sabia que tinha uma grande chance de ter uma mudança gigante do primeiro para o segundo turno, não sei muito bem o porquê disso, mas acredito que muito da nossa dedicação, da nossa confiança um no outro estava voltando, estávamos mais centrados e jogando como um time, fazer as jogadas juntos em vez de tentar algo individual, foi uma parte bem importante para nós.

Ranger: Pra mim a grande diferença do primeiro turno para esse é que estamos alinhando mais nossos pensamentos, tínhamos um pouco de divergência entre os jogadores e o Tabe sobre o que era forte e deveríamos jogar. Com a chegada do Hiro e depois de muita conversa, muita mesmo, todos aceitaram abrir mão de alguma coisa para alinhar no que o time precisa.

Ranger depois dos problemas fora de jogo que você teve desde o Mundial, como você avalia o seu lado pessoal dentro e fora de jogo agora?

Ranger: Desde que voltamos do Mundial eu achei que a parte que eu mais tenho que evoluir como profissional é a minha parte como pessoa, então eu comecei a me desenvolver mais e buscar aprender mais questões como liderança, como gerir um grupo e se tornar referencia para o time, então tenho lido bastante e investido muito mais nesse meu lado do que qualquer outro lado técnico ou teórico do jogo. Meu maior problema sempre foi meu temperamento e o jeito que lidava com algumas situações do time, então estou tentando ser uma pessoa mais calma e me encaixar melhor nas necessidades do time.

Ano passado o TitaN e Riyev estavam tendo bastante facilidade no campeonato, o que não está acontecendo agora. Vocês acham que as outras bot lanes estão melhores ou eles estão com um desempenho inferior comparado a 2018?

Ranger: As bot lanes agora estão melhores, a do Flamengo é a melhor do campeonato e não tem como negar isso e eles não tinham essa força ano passado. O Duds e o Ceos também são jogadores muito bons, o Ceos é um dos melhores jogadores mecanicamente nesse campeonato, todas as outras bot lanes estão muito boas. Sobre a nossa bot lane, isso vai muito da influência de Jungler, as vezes eles falam “acho que conseguimos um bom 2×2 aqui” e eu falo “acho que não dá porque o jungler deles está bot e eu tenho que fazer alguma coisa no top”, então acaba que eles têm que jogar mais recuado e por isso acabam ficando atrás em algumas coisas. Antes nós dávamos um pouco mais de liberdade para o TitaN mas agora estamos nivelando um pouco mais para todos os outros jogadores, para podermos ter mais ameaças ao longo do mapa todo.

Até onde a cobrança da torcida ajuda e onde ela começa atrapalhar?

Dynquedo: Eu acredito que isso só atrapalha se você quiser. Você pode simplesmente ver que eles estão cobrando porque querem uma evolução sua e do time que eles acompanham, se você souber ver esse lado positivo da cobrança então acho que ela vai te ajudar. Talvez atrapalhe a partir do momento que deixa de ser uma cobrança que visa sua evolução e vira uma cobrança estilo trashtalk, xingamento ou coisas do tipo, então por mais maduro que o jogador seja as vezes é chato de ler, ninguém gosta de ser xingado de graça, mas acredito que é só sempre tentar ver o lado positivo e levar isso para sua evolução.

Não é a primeira vez que a KaBuM começa mal e depois vai se recuperando na competição. Por que isso acontece? Já ter passado por essa situação ajuda em algo agora?

Dynquedo: É difícil de dizer o porquê acontece, não sabemos o motivo disso. No Split passado foi mais por desorganização, não tínhamos Coach no começo do Split e o Halier teve que trabalhar nessa parte sozinho, ele não tinha a função de Head Coach e teve que assumir isso de última hora então ficou tudo muito corrido e ficou bem difícil o nosso começo. Nesse Split também tivemos algumas divergências em relação a Coach, o Tabe não foi muito bom para nós por causa do estilo de jogo dele e do nosso estilo, então acredito que a parte de Coach foi um ponto importante nessa questão, mas nós também demos uma certa desligada nos começos, estávamos um pouco desfocados e jogando muito separados e não como um time. Isso ajuda a gente sim, no Split passado passamos pela mesma situação e nos recuperamos então sabíamos que poderíamos fazer isso de novo agora.

O Zantins comentou que é natural ficar confortável quando você vence bastante. Vocês acham que estavam já “acomodados” por que venceram os dois últimos splits?

Ranger: Eu concordo com ele, é bem fácil você se acomodar nesse meio até porque quando ganhamos bastante tinha muitas pessoas ovacionando a gente, falando muitas coisas positivas então você se sente bem e é fácil pensar que você é bom. O que não pode acontecer e acho que aconteceu por um breve momento no nosso time é pensar que você vai ganhar apenas porque é bom, e se você não tiver a preparação correta e colocar o seu 100% naquilo não vai conseguir ganhar independente do time que seja. Isso aconteceu um pouco sim, acho que essa acomodada é um pouco natural, é tipo meditação, não existe uma pessoa que não vai desfocar, uma pessoa 100% perfeita, mas o que muda é o quão rápido a pessoa consegue focar novamente.

O Flamengo considera vocês os rivais diretos deles no CBLoL. Vocês também os consideram sues rivais? Tem algum outro time que vocês têm prazer em jogar contra?

Dynquedo: Pra dizer a verdade não podemos perder para ninguém mais, temos que ganhar todos os jogos a partir de agora, mas é sempre bom jogar contra o Flamengo, até porque no Split passado eles também foram um desafio muito bom para nós na final, então tem um gostinho a mais sim até porque no momento é o time a ser batido, é um time muito forte e sempre tem que estar muito bem preparado para jogar contra.

Ranger: Eu gosto de criar rivalidade com jogadores porque te dá um sentido a mais para evoluir e ultrapassar a pessoa. Os dois que eu mais competi ano passado foi o Revolta e o Shrimp, pra mim são referências no Brasil. Outro jogador que criei bastante rivalidade foi o Zuao, desde que dividi a posição de jungler com ele na ProGaming, ele é um jogador muito bom assim como todo o time da Redemption então eu tenho uma certa rivalidade com a eles  assim como o Flamengo nesse CBLoL.

O próximo confronto da KaBuM será contra a INTZ. Você pode conferir a cobertura completa do CBLoL 2019 aqui no Mais Esports.