Conversamos com Rafael “Rakin” Knittel, mid laner da CNB, após mais uma vitória dos blumers no CBLOL. A equipe de Rakin está 4-0 na competição até o momento!

Aposte nos jogos do CBLOL através da Betway

Mais uma vitória hein? Como você está, Rakin?
É a primeira vez que sou líder do CBLOL, a primeira vez que somos líderes isolados do CBLOL, creio eu. Ficamos praticamente com o dobro de pontos do segundo colocado agora e é uma situação muito boa sabe? Se a gente não dropar a bola agora, estaremos em uma reta muito boa para ir direto para a final, lá em POA.

Como é a sensação de estar em uma situação tão confortável?
Sinceramente, é não deixar isso subir a cabeça. Sinto que todos trabalham muito assim, conseguimos ter resultado e não deixar esses resultados subirem na nossa cabeça. A gente sempre estudou o time que estávamos contra, sempre estudamos o que eles poderiam fazer. E sempre buscamos inovar e entender mais sobre esse meta. Sinceramente, é continuar com a mesma dedicação que nós estamos tendo.

Foto: Riot Games

Algumas pessoas estão comentando que a CNB só está bem por causa do meta atual. Acredita que o time continuará bem caso tenha alguma mudança no meta?
Com certeza, eu sinto que isso não é reflexo do meta em si. O meta com certeza favoreceu a gente, mas isso é mais reflexo do nosso desempenho em treino e o quanto estamos nos esforçando na GH. Estamos nos esforçando muito dentro e fora da GH, todo mundo trabalhando duro em vendo replays, VODS, vendo os nossos erros. Todo mundo engolindo orgulho, e realmente indo para cima deles.

Quais as diferenças e semelhanças desta CNB para a CNB do split passado?
A palavra chave é amadurecimento sabe? Amadurecemos muito como jogador, como pessoa também. Isso nos fez crescer como equipe, todas as peças estão realmente trabalhando duro. Todo mundo realmente quer sabe? É muita sede, é muito sangue que a gente quer dar para conseguir chegar nesse ponto. É isso, vontade e amadurecimento dos jogadores.

A CNB já amarrou todas as pontas soltas do split passado?
Todas as pontas não. Sempre tem muito para trabalhar sabe? Vários problemas que aparecem na semana de treino. Mas o importante é que aprendemos como amarra-las. Não é nem questão de amarrar todas as pontas, mas de como lidar com os problemas da Gaming House. Saber conversar depois do treino, saber utilizar o treino da melhor forma. Sinceramente? É isso.

Os próximos confrontos são difíceis. Como vocês irão se preparar?
Sinceramente, o mesmo preparo de sempre. A gente estuda o que eles querem trazer, o que eles já trouxeram e nós nos adequamos a isso. Nós já mostramos que temos um leque muito grande de campeões, a gente não mostrou tudo que temos ainda. Com certeza não mostramos nem um pouco do que temos ainda [risadas]. A gente sempre busca realmente ter um preparo muito intensivo para todos os tipos de situações. Então realmente ver as situações que o Flamengo pode trazer, a Keyd, a KaBuM, então é isso.

Já dá para pensar em Porto Alegre?
Estamos #VamoPOA. Mas é um passo de cada vez. Precisamos sonhar primeiro com a vitória contra o Flamengo, depois vamos sonhar em ir para a final.

O que a torcida pode esperar da CNB nos próximos jogos?
Cara, uma CNB que nós estamos jogando sabe? Uma CNB menos metódica. Uma CNB com menos abates e mais controles de mapa em si, pois sinto que esse é realmente o nosso diferencial. A gente sabe executar o mapa da forma correta, a gente sabe rodar ele bem. Sinceramente, aprender mais sobre o mapa e não fazer jogadas bobas. Como um dive na T5 dos caras de Vladmir… Nunca nem vi [risadas]. E é isso, é aprender a executar melhor o que estamos fazendo, que é o básico do League of Legends.

Próximos confrontos de CNB e Rakin

Os blumers jogarão contra o Flamengo no dia 21 de Julho, na semana seguinte contra a KaBuM no dia 29 de julho. O time jogará a última rodada no dia 4 de agosto contra a Vivo Keyd.

Você acompanha tudo do CBLOL na Cobertura do Mais e-Sports.