thy
Thy, nos tempos de jogador, atuando pela V3 Masters (Foto: Ubisoft)

Thiago “Thy” Nicézio oficializou sua denúncia sobre a suposta combinação de resultados entre Black Dragons e FaZe Clan. O ex-analista da BD enviou provas do acontecido para Ubisoft e ESL – responsáveis pela organização da Pro League de Tom Clancy’s Rainbow Six Siege.

A informação foi revelada por Thy em um vídeo obtido em primeira mão pelo Mais Esports. O clipe deve ser postado no canal do analista nas próximas horas.

No vídeo, Thy revela que já encaminhou as provas para as responsáveis e isenta a Black Dragons de culpa, dizendo que a organização não tem ciência do que aconteceu.

“Eu já mandei tudo para a Ubisoft e a ESL. Queria deixar muito claro que não estou defendendo [a Black Dragons], tudo que eu falei eu tenho como comprovar. A Black Dragons não tinha nenhuma ciência [da suposta combinação de resultados]. Tanto é que o pings [dono da organização] ficou desesperado e começou a postar aquelas coisas no Twitter sem saber. Ele está perdido, não tinha conhecimento de nada. E nem a Cherry [Cherrygums, dona da organização] não tinha conhecimento de nada”, afirmou Thy.

As “coisas” citadas por Thy são prints que Denis “pings” Vidigal postou para rebater as acusações do analista.

Já em relação a FaZe, Thy afirmou que o único que ele pode provar que participou da suposta combinação de resultados é Ronaldo “ion” Osawa.

“Não posso afirmar [que a FaZe sabia] porque não posso comprovar nada. Referente aos jogadores da FaZe que estão envolvidos, eu só posso comprovar que foi o ion [quem combinou os resultados]. Isso é um fato. Não vou mais ficar falando e nem soltando provas aqui. Cabe a Ubisoft e a ESL avaliar se as provas realmente vão ser válidas, cabe a eles decidir o que vai acontecer agora”, completou.

Thy disse que está recebendo uma onda de ódio na internet e tem mantido o celular desligado para não ter acesso às mensagens. O analista revelou que teve seu número pessoal divulgado e ele passou a receber ameaças.

“Mandaram uma foto do Google Maps da casa dos meus pais”, afirmou Thyzao em um trecho do vídeo.

Em contato com o Mais Esports, a Ubisoft afirmou que “tomou conhecimento da polêmica pelas redes sociais, nesta quinta-feira. A situação será analisada. Caso alguma ação indevida seja comprovada, devidas providências serão tomadas seguindo o Código de Conduta e Regulamento dos torneios”.

A ESL afirmou que “BBL, ESL, ESL Brasil e Ubisoft estão tomando ciência de todas as evidências e analisando o caso em conjunto”.

A Black Dragons revelou estar ciente da denúncia, “mas não tivemos ainda a oportunidade de ver as provas para tomar atitudes. Por enquanto só temos o que foi divulgado nas redes sociais e a versão dos nossos players, de que realmente a internet estava ruim, que pecaram em não se empenhar pra tentar arrumar, mas que não houve nenhuma tentativa de match fixing, ou seja, nada com os jogadores da FaZe. Precisamos receber essa denúncia para saber o que realmente pode ter acontecido, já que não tinha staff na casa no dia do jogo e nem o próprio Thy estava lá no momento. Além disso, o suposto jogo do BR6 nem aconteceu ainda, para que a gente pudesse saber se teria algum tipo de benefício”.

A FaZe, por sua vez, disse estar “ciente da denúncia e trabalhando juntos da Ubisoft na resolução do caso. Continuamos confiantes de que nossos jogadores seguem os pilares da empresa, honestidade dentro e fora do jogo para trazer toda emoção competitiva de verdade ao público”.

A DENÚNCIA

A suposta manipulação de resultados veio à tona na última quinta-feira. Em tuite posteriormente apagado, Thy afirmou que a Gleidson “GdNN1” Nunes, da Black Dragons, acertou com ion, da FaZe, uma combinação de resultados.

O combinado, segundo Thy, era de que a Black Dragons “entregaria” o jogo do dia 10 de abril pela Pro League para a FaZe e, em troca, a FaZe devolveria o resultado no próximo encontro entre as equipes, no dia 23 de junho, pelo Brasileirão de Rainbow Six.

A partida do dia 10 de abril terminou com vitória por w.o da FaZe. Na época, a Black Dragons afirmou que “problemas técnicos com a internet” impediram a realização da partida.

Thy voltou a falar publicamente sobre o assunto na sexta-feira, quando divulgou um áudio de uma conversa com GdNN1. O jogador não fala explicitamente sobre a suposta combinação de resultados, mas diz que “para gente não iria interferir em nada, nem para eles”. Ele também diz que o cenário brasileiro de Rainbow Six é “nojento”.

Após a divulgação do áudio, GdNN1 foi multado e afastado pela Black Dragons por conta das “palavras negativas” ditas pelo mesmo.

Na ocasião, a FaZe não falou publicamente sobre o ocorrido. Leandro “tgk” Portela, manager da equipe, disse acreditar em seus jogadores e se colocou à disposição da Ubisoft para esclarecer às acusações.