- Publicidade -

A Pro League LATAM está chegando em sua metade: restam apenas três jogos para o término do primeiro turno da competição. Nesta terça-feira (21), as equipes entram novamente no servidor para a disputa da liderança do torneio.

O Mais Esports conversou com Vittzzz, jogador da INTZ, e Sensi, manager da Liquid, sobre a próxima rodada da Pro League; confira.

Com uma tabela embolada, qualquer equipe, exceto a Team One, pode terminar na liderança, a depender do seu desempenho – e dos seus adversários – na rodada. Em primeiro e segundo, respectivamente, a INTZ e Liquid são as que ocupam o topo da classificação e enfrentam seus adversários em busca da liderança.

Após tropeço na terceira rodada, a INTZ voltou a vencer na rodada seguinte e chega nesta quinta rodada em busca de sua quarta vitória e, por consequência, sua consolidação na parte de cima da tabela.

A equipe é a última a entrar no servidor e jogará com a pressão de já saber dos resultados de seus adversários, o que pode ser ruim ou bom, dependendo dos placares anteriores.

Vittzzz, da INTZ, falou com o Mais Esports a respeito do jogo contra a Ninjas in Pyjamas e contou que os que os torcedores podem esperar “uma INTZ muito confiante e mais organizada”.

O posto da liderança não preocupa o jogador. Vittzzz afirma que a equipe está com os pés no chão e o posto de primeiro colocado não coloca uma pressão na equipe. Assim como Alem4o afirmou na semana passada, seu companheiro de equipe também acredita que o empate dos adversários seria o melhor placar para a INTZ.

A Liquid, por sua vez, joga para tentar tirar a liderança dos Intrépidos. Se Vittzzz e companhia são os últimos a jogarem, a Liquid será a primeira e o confronto será contra a Black Dragons.

Manager e coach da equipe, Sensi falou com o Mais Esports sobre a preparação para o próximo compromisso. Segundo ele, a equipe mantém o mesmo trabalho para todos os jogos, mas na Pro League a questão mental é mais evidenciada.

“A gente mantém o mesmo tipo de trabalho pra todos os nossos jogos. A única diferença é que pra Pro League, por ser um formato MD1, temos que trabalhar mais na parte mental dos jogadores, já que a possibilidade e chances de um comeback é menor e mais difícil”, revelou.

Para Sensi, a questão psicológica influência muito no formato no qual o campeonato é disputado. Em campeonatos com partidas MD3 ou MD5, o manager crê que a Cavalaria se sai melhor por ter uma margem de manobra maior.

“Nosso time consegue se destacar melhor em formatos MD3 e MD5 onde há espaço para respirar, entretanto, sempre demos o nosso melhor também na Pro League já que os dois primeiros times conseguem se classificar às finais e também aos Majors”.

A tabela anda embolada e uma vitória da Liquid, a depender dos resultados dos outros confrontos, pode deixar a equipe na liderança da competição. Sensi afirmou que não se preocupa muito com o desempenho dos adversários e que a Liquid sempre procura fazer o melhor que pode.

“Sinceramente, pelo menos nesse primeiro split, não nos preocupamos muito em outros times. A gente faz o nosso melhor e esperamos que o nosso melhor seja o suficiente pra passar os outros”, afirmou.

O manager também falou sobre as outras equipes participantes do torneio, levantou a questão dos novos jogadores que atuam nessas organizações e exaltou todos os times que integram a elite do Rainbow Six latino-americano.

“Hoje em dia não tem mais favorito ou time fraco na Pro League. INTZ, Black Dragons, Elevate… todos possuem agora jogadores novos, sangue novo, que estão comendo e revirando o jogo de forma que os veteranos muitas vezes ainda não tinham feito, e isso que é o mais legal do Rainbow Six”, falou.

E Sensi completou a entrevista: “Esperamos e trabalhamos para sair com a vitória hoje e sempre, e se o resultado não vir agora, sem choradeira e foco no trabalho”, completou.

Os outros jogos da noite serão: FaZe x MIBR e Team One x Elevate, às 20h15 e 21h30, respectivamente.