A Ninjas in Pyjamas venceu a Black Dragons na última sexta-feira (27) e avançou à semifinal do Brasileirão de Rainbow Six e irá encarar a FaZe. Após a partida das quartas de final, Murilo “Muzi” Muzi e Julio “julio” Giacomelli falaram com o Mais Esports a respeito do confronto da semifinal e da classificação contra os Dragões. Confira.

Murilo “Muzi” Muzi na última rodada do Brasileirão. Foto: Saymon Sampaio

Durante a última rodada da Rainbow Six, Muzi, em entrevista a Nyvi Estephan, após a partida, afirmou que acha bem difícil a Black Dragons vencer a NiP. Questionado sobre a declaração após a classificação à semifinal, o atleta reafirmou sua confiança.

“Eu estava bem confiante pois a gente não acabou jogando mal. Os timings deram meio errado algumas horas, mas sabíamos que nos outros mapas éramos bons e não tinha como perder não, estava bem tranquilo”, afirmou.

Muzi ainda falou sobre o confronto da semifinal contra a FaZe. O jogador falou que esse será o jogo mais disputado dos playoffs do Brasileirão. “Eu acho que vai ser a partida do campeonato. A gente tem bastante chance de ganhar, mas eu acho que independente de quem sair vencedor não vai ser fácil para nenhum lado”.

Com a análise de que a semifinal será a partida mais acirrada, Muzi também afirmou que a FaZe está em um nível acima das demais equipes da competição, mas o jogador também acreditar que a Liquid pode fazer frente.

“Todo mundo sabe que a Liquid tem um potencial de ganhar título, mas eles estão numa fase não muito boa, então atualmente a FaZe está melhor que a Liquid”, concluiu.

Além de Muzi, julio também falou após o término da partida e disse que a equipe está confiante na vitória, mesmo com a noção de que a FaZe é um dos melhores times do Brasil. “Estamos bem confiantes do nosso jogo, mas sabemos também que a FaZe é um dos melhores times do Brasil atualmente, então acho que vai ser um jogão”, falou. “A gente vai ter desvantagens e vantagens pelo confronto”, completou.

A vantagem segundo julio é o fato de já ter jogado no palco do confronto e, com isso, a equipe se adaptou ao cenário primeiro que seu próximo adversário. Como desvantagem, o jogador cita o próprio jogo, onde a FaZe pode ver como os Ninjas atuaram nos três mapas do confronto.

Julio ajudou a NiP a avançar às finais quando no último ponto venceu um clutch contra três adversários. O jogador relembrou e brincou com o momento após a partida. “É até engraçado, as vezes eu não tô nem jogando bem e no último round fecho com clucth”, falou. “Consegui me posicionar bem e acabei ganhando esse round”, completou.

A Black Dragons jogou em um bom nível, até venceu o primeiro mapa, mas sofreu a virada. Julio afirmou que já era esperado uma boa partida do adversário e citou o presencial como um fator importante que ajuda a elevar ou abaixar o patamar das equipes.

“A gente esperava sim [um adversário de alto nível]. Estamos melhor que eles no geral: Pro League, etc. Não podemos mentir. Mas como é lan, é tudo diferente e as vezes não entramos tão bem [no servidor] e o adversário entra muito bem. Mas foi um bom jogo”, completou.