Começou nesta sexta-feira (24), as finais da primeira temporada da ECS em Londres. A competição está sendo disputada em formato clássico, com dois grupos de quatro times onde os dois melhores se classificam para semifinais. O Brasil está representado pela Luminosity Gaming.

Favoritos se confirmam e estão nas finais

As equipes favoritas da competição confirmaram seus status e garantiram a classificação para semifinais neste primeiro dia.

A Luminosity Gaming fez a partida de abertura do torneio contra a Ninjas In Pyjamas. O jogo, disputado na Train, foi complicado, mas os brasileiros souberam manter a tranquilidade para virar o placar duas vezes. Jogando no lado terrorista, a LG começou perdendo os primeiros rounds, mas virou e fechou o primeiro half na frente por 9 a 6. Já na segunda metade do mapa, a Luminosity começou mal e chegou a levar a virada. Mas, com calma a Luminosity soube trabalhar a defesa e fechar a partida em 16 a 12.

Para garantir a vaga na semifinal, os brasileiros venceram a Team Liquid. Os americanos venceram na primeira partida a G2 por 16 a 6 jogando na Cobblestone, com um lado CT perfeito. Na partida contra a Luminosity, a Liquid optou por não vetar a Train, mapa que os brasileiros já haviam jogado no dia e vencido. O jogo foi comandado de ponta a ponta pelo time de Gabriel ‘FalleN‘ Toledo e companhia, com destaque para Marcelo ‘coldzera‘ David e Lincoln ‘fnx‘ Lau. Já pelo lado da Liquid, para quem esperava um bom retorno de Aleksandr “s1mple” Kostyliev, acabou tendo que se contentar com um bom desempenho de Jonathan ‘EliGE‘ Jablonowski com a AWP.

No grupo B, Fnatic se classifica e TSM surpreende

Num grupo com Astralis e Fnatic a tendência era que as duas europeias conseguissem a classificação. Mas não foi o que ocorreu no grupo. Logo na primeira partida, a TSM jogando na Cobblestone, fez um duelo duríssimo na primeira metade do mapa, vencendo por 8 a 7 no lado terrorista. Já jogando de CT, a equipe americana soube segurar os ataques adversários muito bem. E, mesmo a dois rounds de fechar a partida, um problema no servidor fez com que a partida ficasse vários minutos parado a partida, o que poderia beneficiar a Astralis. No entanto, na volta da partida, a Team Solo Mid chegou a perder um round, mas logo depois fecharam o jogo em 16 a 12.

Já a Fnatic fez uma boa partida contra a Cloud9. Jogando na Dust2, os suecos foram bem no first half, fazendo 11 a 4 de contra-terrorista. Porém, Jordan ‘n0thing‘ Gilbert fez um segundo half sensacional e quase buscou o empate. Mas, depois de um pedido de tempo técnico, Olof ‘olofmeister‘ Kajbjer mostrou porque é considerado o melhor jogador do mundo e depois de matar três oponentes, fechou a partida em 16 a 13.

Na decisão do grupo, a TSM voltou a Cobblestone e deu muito trabalho para Fnatic. A equipe americana chegou a vencer o primeiro lado do mapa por 9 a 6 com Hunter ‘SicK‘ Mims fazendo vários highlights. Porém, na segunda metade do mapa a Fnatic mostrou porque é uma das equipes mais temidas no cenário e conseguiu virar a partida, fechando em 16 a 14.

Neste sábado (25), serão definidos os últimos finalistas. Pelo grupo A, NiP enfrenta a G2. O vencedor desta partida enfrentará a Liquid. Já no grupo B, Astralis e Cloud9 duelam para enfrentar a TSM.