- Publicidade -

Bae “Bengi” Seong-woon nunca foi reconhecido pela sua agressividade e mecânicas como Choi “Dandy” In-kyu, nunca foi reconhecido por sua capacidade de criar novas coisas como Danil “Diamondprox” Reshetnikov e muito menos recebeu o seu nome em uma jogada como Choi “inSec” In-seok.

Bengi joga na organização que mais venceu torneios internacionais. A SKT T1 apareceu em 2013 vencendo tudo e todos. No ano seguinte, o time não conseguiu nem mesmo ir para o Mundial e desde então, a organização criou o hábito de sempre ter reservas que possam ser utilizados.

bengi
Bengi após a vitória da SKT contra a ROX Tigers na semifinal do Mundial 2016

Em 2015, a equipe coreana realizava diversas partidas com Im “T0M” Jae-hyeon. Mas durante o Mundial da Season 5, Bengi foi novamente o jungler vencedor. Em 2016, Kang “Blank” Sun-gu havia tomado a posição de titular da equipe coreana e Bengi, o herói esquecido, caia novamente no esquecimento de todos.

O time foi campeão do MSI apenas com Blank. Bengi não precisou sentar em nenhum momento na cadeira ao lado de Lee “Faker” Sang-hyeok. Todos já imaginavam uma possível aposentadoria.

Na estreia da SKT na competição, Bengi jogou e mostrou que não está “enferrujado.” Com sua Elise, ele criou uma bola de neve gigantesca em cima do time americano. William “Meteos” Hartman não sabia o que fazer, não sabia onde ir e o jungler bicampeão mundial, estreava com vitória.

Bengi e Faker

Bengi e Faker iniciaram juntos a sua carreira em 2013. Desde então, a dupla coleciona LCKs e Mundiais. Os dois jogadores tem uma personalidade extremamente parecida. São quietos e calculistas. Depois de tanto tempo jogando juntos, se tornaram amigos.

bengi-e-faker
Bengi e Faker na reserva para T0M e Easyhoon

A estreia mostrou quão gigantesca é a sinergia entre Bengi e Faker. O mid laner, visto como melhor jogador do mundo, conseguia impor pressão facilmente em Nicolaj “Jensen” Jensen. O mais incrível disso tudo é a forma com que Bengi se aproveita de tal pressão.

Bengi sabe como ninguém utilizar toda a vantagem de mapa que Faker concedia a ele. Ao mesmo tempo, quando Faker se colocava em uma posição de perigo, Bengi estava lá para reverter tudo. Tal sinergia, fez com que a Meteos e Jensen tivessem uma partida extremamente frustrante.

Mesmo gostando bastante de um estilo mais “carry” na jungle da SoloQ, Bengi foi se adaptando cada vez mais para jogar ao lado de Faker. Isso fez com que ele criasse o seu próprio estilo, ele simplesmente iria suprir todas as necessidades de Faker.

The Jungle itself

Os coreanos brincam chamando Bengi de “The Jungle itself.” Quando Bengi está jogando ele não é simplesmente um jungler, ele é a Jungle.

Não foi com jogadas mecânicas que Bengi venceu dois mundiais e parte para sua terceira final. Ele tem uma noção de tudo que está acontecendo no mapa incrível.

Quem ai não se lembra do Bengi invadindo a selva da GE Tigers, desviando dos fantasmas da Kalista, roubando o Red inimigo e simplesmente indo embora sem ser visto novamente?

Para os espectadores, Bengi estava fazendo uma jogada extremamente arriscada, mas não para Bengi. Sempre calculista, ele sabia exatamente quais passos ele deveria tomar, por quais pixels ele teria que passar. Ele sabia quanto tempo ele demoraria para roubar o Red, ele sabia por onde o Jarvan iria chegar e por onde ele iria sair.

Bengi conseguia enxergar em pequenos movimentos, peças que constroem a vitória da SKT.

ROX vs SKT

A semifinal entre SKT e ROX Tigers tinha tudo para ser um grande espetáculo, e foi. As duas melhores equipes do mundo vem se enfrentando diversas vezes desde a época da GE Tigers. Song “Smeb” Kyung-ho é apontado como melhor jogador do mundo atualmente e Han “Peanut” Wang-ho estava fazendo um Mundial impecável.

Bengi iniciou a série como titular e a SKT venceu a primeira partida. Logo depois, ele deu lugar para Blank, porém, a ROX tinha uma surpresa para esta série. Kang “Gorilla” Beom-hyeon sacou uma Miss Fortune suporte do bolso e a SKT não sabia como reagir ao pick surpresa!

O momento da SKT não era nada agradável. A MF suporte de Gorilla simplesmente causou um grande impacto psicológico em todos os jogadores. A SKT não podia errar novamente.

bengi-the-jungle-itself

Bengi entrou para tirar toda a pressão do time, alterando uma peça de toda line-up faz com que os jogadores simplesmente sintam que o time todo estaria diferente. Kkoma fez a substituição na hora certa, e seguiu com o ban de MF para o quarto jogo esquecendo de banir a Nidalee de Peanut.

Bengi nunca havia jogado uma partida de Nidalee profissionalmente. Ele aceitou jogar com a campeã tranquilamente, ninguém esperava muito de Bengi, o herói esquecido continuava no esquecimento de todos mas Bengi simplesmente teve uma das melhores performances de sua carreira. Ele causou 25k de dano na partida, 3 mil a mais que Faker e mais que o dobro que o Gnar de Duke.

Para finalizar o quinto jogo, Bengi jogou de Lee Sin. Ele foi pego pela Elise de Peanut aos 4:15 segundos da partida deixando sua situação extremamente difícil. O jogo foi ficando cada vez mais lento, e Bengi forneceu tudo que a SKT precisava para ter novamente o jogo em suas mãos.

Peanut é incrível, tem 18 anos e é o melhor jungler do mundo atualmente. Mas Bengi, bem, Bengi é o melhor jungler de todos os tempos.