Depois da Keyd Stars atropelar a Iron Hawks neste sábado (5) e garantir sua vaga no 1º split do CBLoL 2018, chegou a vez de CNB eSports Club e Operation Kino duelarem no domingo (6) pela última vaga na principal competição do League of Legends brasileiro. O último confronto da Série de Promoção tem início a partir das 13h (horário de Brasília).

CNB eSpors Club

Depois de um 1º split em que amargou a 5ª posição, o CNB eSports Club investiu em uma comissão técnica forte para voltar a final do CBLoL. Mas nem mesmo as contratações de Joseph “Strong” Edwards para o cargo de treinador e Ham “Lustboy” Jang-sik como analista fizeram com que os blumers tivesse um bom desempenho, pelo contrário.

Em um 2º split marcado pelo pior início de CBLoL de sua história, ao perder as cinco primeiras séries da competição, e pelos problemas de relacionamento entre o treinador britânico e os jogadores, coincidentemente ou não, o CNB só conseguiu vencer a partir do momento em que Pedro “Gafone” Ramos assumiu o posto de coach. Assim, com a vitória sobre a TShow, que viria a ser rebaixada, e com o empate com a ProGaming, o CNB acabou evitando o rebaixamento automático e mesmo assim chega a este confronto da Série de Promoção como favorito.

Foto: Riot Games

Com Thiago “TinOwns” Sartori contando com a confiança do treinador, coisa que não tinha com Strong no comando, o mid laner voltou a ter boas atuações e pode ser peça-chave no duelo pela permanência no CBLoL contra a Operation Kino.

Operation Kino

A Operation Kino vem para essa série sem o peso de ser favorita e para chegar na Série de Promoção, a OPK acabou no 3º lugar no Circuito Desafiante, depois de ser derrotada pela campeã KaBuM e-Sports por 3 jogos a 2 em uma semifinal emocionante.

Apesar de ter chego na Série de Promoção, a Operation Kino apresentou uma campanha aquém do esperado na fase de grupos do Circuito Desafiante. Com o status de favorita por ter sido rebaixada do CBLoL no 1º split, a OPK só conseguiu a classificação para os playoffs na penúltima rodada e acabou apenas na 4ª colocação, tendo assim pela frente nas semifinais, a favorita KaBuM.

Foto: Riot Games

Na final antecipada do Circuito Desafiante, a KaBuM começou avassaladora abrindo 2 a 0 na série. Mas a equipe de Dynquedo e companhia conseguiu se recuperar e chegou a empatar o duelo em 2 a 2, mas no confronto decisivo, a Operation Kino não foi capaz de segurar o ímpeto da organização de Limeira e acabou ficando pelo caminho, assistindo de casa o título da rival dias depois.

O jogo

Mesmo com um desempenho bem fraco neste 2º split, o CNB chega como franco favorito para manter a sua vaga no CBLoL para o ano que vem. No entanto, este confronto é mais “equilibrado” do que o duelo entre Keyd Stars e Iron Hawks e não seria estranho ver a Operation Kino tirando um jogo dos blumers nesta série.

Isso porque enquanto um dos destaque da OPK está em seu jungler Yampi, a fraqueza do CNB está na mesma posição, com Vash atuando na função. Com isso, o time que veio do Desafiante pode acabar se aproveitando disso, fazendo com que os blumers precisem obter vantagem em outras rotas para compensar esta possível desvantagem.

Yampi jogou pela CNB pela primeira vez na sétima semana do CBLOL 2017. Hoje, atua pela OPK.
Foto: Riot Games Brasil

Outro detalhe interessante deste confronto é o fato de que a Operation Kino conta com dois jogadores que já tiveram passagens pelo CNB, sendo que um deles ainda pertence a organização azul e branco. Estamos falando do top laner Aoshi, que vestiu a camisa do CNB em 2015 e no 1º split do CBLoL 2016, e do jungler Yampi, que está emprestado a OPK.

Além do favoritismo do CNB, os confrontos na top lane e na bot lane devem ser favoráveis aos blumers. Isto porque os destaques individuais da equipe neste 2º split, foram o top laner Pedro “LEP” Marcari e o AD Carry Pablo “pbO” Yuri. E na bot lane, pbO pode se aproveitar de um possível nervosismo de Garotumb, que fará sua estreia no principal palco do LoL brasileiro.