Assim como fizemos no ano passado, está lançado o Power Rankings do Primeiro Split do CBLOL 2017. A competição começará neste sábado (21) com o confronto entre paiN e Keyd.

Você pode ver todos as datas e horários dos jogos na Cobertura do Mais e-Sports. Lá você também irá encontrar a tabela da competição sendo atualizada após os resultados das partidas!

Candidatos ao Título

1 – Keyd Stars

TOPO Felipe “Yang” Zhao
CAÇADOR Gabriel “Revolta” Henud
MEIO Murilo “takeshi” Alves
ATIRADOR André “esA” Pavezi
SUPORTE Pedro “Ziriguidun” Vilarinho
TÉCNICO Lorenzo “Jung” Jung
RESERVA Jorge “Verfix” Silveira
RESERVA Marcos “Krastyel” Ferraz
RESERVA André “ManaJJ” Rocha

Não temos dúvida nenhuma que a Keyd acertou em suas contratações. O time simplesmente colocou os dois melhores jogadores do Brasil (Revolta e Yang) em seu elenco ao lado de Takeshi, esA e Ziriguidun.

Durante os melhores anos da carreira de Takeshi, ele sofria com pontos fracos em seu time. Desta vez é totalmente diferente, Takeshi terá Yang, Revolta, esA e Ziriguidun ao seu lado. Será que agora vai?

Nova line-up da Keyd – Foto: Divulgação

O grande desafio desta Keyd será o de Takeshi jogar para o Revolta e não o contrário. Com o meta deixando o Jungler mais impactante do que nunca, Takeshi precisa ajudar o máximo o melhor jogador do Brasil.

Leia: Quem é o melhor jogador do Brasil atualmente?

2 – paiN Gaming

TOPO Matheus “Mylon“Borges
CAÇADOR Thulio “SirT“Carlos da Silva
MEIO Gabriel “Kami” Bohm
ATIRADOR Pedro “Matsukaze” Gama
SUPORTE Caio “Loop” Almeida
TÉCNICO Gabriel “MiT” de Souza
RESERVA Rafael “Rakin” Knittel
RESERVA César “juc” Barbosa
RESERVA Rodrigo “TaeYeon” Panisa

A paiN vem para 2017 com uma base da equipe campeã de 2015 (Mylon, Kami e sirT) ao lado de Loop e Matsukaze na Bot lane.

Como já falamos aqui no Mais e-Sports, o time é provavelmente o único do CBLOL que realmente tem mais de cinco jogadores. Rakin e Taeyeon são dois reforços que podem aparecer em qualquer rodada do CBLOL. Lembrando que a organização foi campeã da XLG jogando com Rakin como seu mid laner na grande final pois Kami estava em Barcelona para o All-Star.

Como citei na minha outra coluna, Taeyeon foi simplesmente uma das melhores contratações que já vimos aqui no cenário brasileiro. O treinador Mit segue os passos da SKT e terá um jungler reserva de bastante qualidade, vendo a jungle como a role mais fraca do CBLOL, ter Tulio e Taeyeon no mesmo time é algo invejável.

Como citei em outro artigo “Ter um jungler reserva, é de longe a melhor possibilidade dentro do League of Legends. O jungler é um dos jogadores que tem o maior stress mental durante séries longas. Fora isso, ter um jungler ao lado do Coach estudando o jungler inimigo durante uma série é algo fantástico. Não importa se é MD2, MD3 ou MD5.”

Leia a matéria completa: Seguindo os Passos da SKT, paiN tem um elenco que vai além dos cinco jogadores

3 – Red Canids

TOPO Leonardo “Robo” Souza
CAÇADOR Carlos “Nappon” Rücker
MEIO Gabriel “Tockers” Claumann
ATIRADOR Felipe “brTT” Gonçalves
SUPORTE Hugo “Dioud” Padioleau
TÉCNICO Fayan “Fayan” Pertys
RESERVA Bruno “Brucer” Pereira
RESERVA Felipe “Yoda” Noronha
RESERVA Gustavo “Sacy” Rossi

A Red Canids fez ótimas contratações para 2017. O time contratou Nappon e Robo que chegaram recentemente da Coreia do Sul. Logo depois anunciou as contratações de brTT e Tockers.

brTT não tem um grande nome apenas pela sua quantidade de fãs. Com você gostando dele ou não, o cara é muito bom. Ele teve uma performance ótima durante o Mundial de 2015 pela paiN Gaming.

brTT volta com tudo para o CBLOL 2017 – Foto: Riot Games Brasil

2016 foi o pior ano da carreira de brTT. Com cabeça erguida, ele jogará em 2017 para recuperar o respeito que lhe é devido. 

Mas para mim, a contratação de Tockers trouxe exatamente o que a Red precisava. Um dos melhores mid laners do Brasil atualmente (se não for o melhor) teve uma fase brilhante no final de 2016. Jogou extremamente bem no Mundial e na IEM pela INTZ.

Ao lado de Tockers, Revolta tinha toda liberdade que ele precisava, essa liberdade agora será de Nappon que poderá mostrar o seu verdadeiro potencial em 2017.

4 – CNB e-Sports Club

TOPO Pedro “Lep” Marcari
CAÇADOR Gustavo “Minerva” Alves
MEIO Thiago “Tinowns” Sartori
ATIRADOR Pablo “pbO” Bellini
SUPORTE Willyam “Wos“Bonpam
TÉCNICO Hugo “Galfi” Garcia
RESERVA Yan “Yampi” Petermann
RESERVA Pedro “Gafone” Ramos

O único time que manteve todos os jogadores para o CBLOL 2017 vem novamente com tudo para o CBLOL. O elenco da CNB foi vice no segundo split do CBLOL 2016 perdendo para a INTZ. O time ficou novamente com o vice campeonato na XLG Super Cup, perdendo para a paiN Gaming na final.

Manter a mesma line-up para 2017 foi uma decisão sábia por parte da CNB. Enquanto lines recém formadas como a da Keyd Stars e da Red Canids correm para ganhar entrosamento, podemos falar que isso a CNB terá de sobra.

O time tem tudo para jogar novamente em volta de seu mid laner. TinOwns é um dos jogadores mais talentosos do país. Tenho certeza que não irão deixar ele jogar de Leblanc nesse Split!

Com a chegada dos 10 bans, jogadores como uma facilidade de aprender novos campeões como Minerva tendem a brilhar ainda mais.

O Desafiante

5 – INTZ

TOPO Marcelo “ayel” Mello
CAÇADOR Gabriel “Turtle” Chaves
MEIO Bruno “envy” Farias
ATIRADOR Micael “MicaO” Rodrigues
SUPORTE Luan “Jockster” Cardoso
TÉCNICO Claudio Godoi
RESERVA João “Marf” Piola
RESERVA Luan “SNK” Almeida
RESERVA Daniel “Daniels” Marcon
RESERVA Diogo “Shini” Moreira
RESERVA Álvaro “Verto” Neto

A INTZ perdeu três jogadores de sua famosa line-up. A “best bot br” continuou na equipe e jogará ao lado de outros jogadores bem menos experientes.

Turtle e Ayel tem forças totalmente distintas. O jungler tem bastante conhecimento de jogo porém comete erros mecânicos em alguns momentos cruciais. Já o top laner é dotado de uma mecânica incrível, uma habilidade de surpreender os seus adversários com uma jogada plástica, porém, precisa ganhar conhecimento de jogo para ser mais impactante no competitivo.

micaO e Jockster são os dois jogadores restantes da Line-Up invicta da INTZ.

O mid laner da INTZ é uma grande incógnita. Sendo a role mais desenvolvida do Brasil. Será complicado para envy jogar contra TinOwns, Tockers, Kami e Takeshi.

Mesmo sendo bastante criticada pelo final de ano da INTZ, a bot lane da equipe é incrível. Dois amigos que trabalham juntos há um bom tempo e que há alguns meses, estavam treinando contra Mata e Uzi, e jogando contra Deft e Meiko. Como será que essa bot lane irá se sair neste CBLOL?

Lutando para ficar no CBLOL

6 – KaBuM e-Sports

TOPO Lucas “Zantins” Zanqueta
CAÇADOR Daniel “Danagorn” Silva
MEIO Guilherme “Vash” Conti
ATIRADOR Renato “TheFoxz” Valsirolli
SUPORTE Marcelo “Riyev” Carrara
TÉCNICO Vinícius “Neki” Ghilard
RESERVA Ricardo “BabyMisty” Junior
RESERVA Renan “Nyu” Silva
RESERVA Alaor “Tomate” Neto
RESERVA Alexandre “Titan” Lima

Equipe envolvida em polêmicas recentes vem com uma line-up que pode surpreender neste CBLOL. Vash é o mid laner que chega mais próximo ao nível de Tin, Tockers, Kami e Takeshi.

Danagorn é um jogador extremamente experiente e que se deu muito bem jogando ao lado de Vash. A dupla tem tudo para continuar fazendo bons jogos neste CBLOL.

No split passado, Verfix foi o elo fraco desta equipe. Desta vez, teremos Thefoxz de volta ao cenário brasileiro ao lado de Riyev. O suporte não atua no CBLOL desde 2015 quando jogou pela Jayob.

7 – Brave e-Sports

TOPO Vinicius “Thulz” Machado
CAÇADOR Alanderson “4LaN” Meireles
MEIO Danniel “Evrot” Franco
ATIRADOR Matheus “Sarkis” Sarquis
SUPORTE Victor “Cabuloso” Oliveira
TÉCNICO Erick Cardoso
RESERVA Rafael “RafaP” Pinheiro
RESERVA Fernando “Ferchu” Aoki
RESERVA Igor “Duds the Boy” Almeida
RESERVA Lucas “Koga” Godoy

A recém chegada vem com uma line-up nada experiente. Os cinco jogadores passaram os dois splits de 2016 jogando o Circuito Desafiante e finalmente irão atuar no CBLOL.

A Brave já treina desde sempre com os times do CBLOL, mas agora o papo é diferente. O time precisa mostrar que realmente merece estar entre os 8 melhores do país em um CBLOL onde as grandes equipes estão dotadas de estrelas em seu elenco.

8 – OPK

TOPO Franklin “Aoshi” Coutinho
CAÇADOR Filipe “Ranger” Bairros
MEIO Matheus “MC DYNQUEDO” Miranda
ATIRADOR Lucas “LUSKKA” Rentechen
SUPORTE Emerson “BocaJúnior” Aires
TÉCNICO João Pedro “Dionrray” Barbosa
RESERVA Eduardo “Akrinuss” Chung
RESERVA Samuel “Apollo” Pimentel
RESERVA Leonardo “Kier” Santiago
RESERVA Renan “Kvrak” Machado
RESERVA Humberto “Garotumb” Filho

A OPK passou por uma reformulação total. A equipe perdeu seus cinco jogadores e vem agora com uma line-up totalmente diferente para esse CBLOL.

Com alguns jogadores da rebaixada Big Gods, a OPK conta também com Aoshi que irá voltar a jogar o CBLOL.

O time montou um time com 3 jogadores que já atuaram no CBLOL, porém, a grande arma da OPK é seu mid laner Dynquedo que vem como o grande carry da equipe.