Com o MIBR voltando à ativa, o Estados Unidos sediará um grande evento nesse final de novembro. A ECS Season 6 Finals contará com oito equipes do cenário internacional de Counter-Strike: Global Offensive que estarão divididas em dois grupos buscando o título e a premiação de 250.000 dólares para o primeiro lugar.

O torneio será disputado no formato GSL, com as partidas iniciais sendo disputadas em MD3 e as restantes da fase de grupos em MD1, que durará do dia 22 ao 23 e eliminará duas equipes de cada grupo. Os playoffs serão realizados no dia 24 e 25 em um formato MD3 e contará com a torcida, no Esports Stadium, no Texas. Confira o Power Rankings das equipes que disputarão a ECS Season 6 Finals:

8 – North

cadian, aizy, Kjaerbye, gade, valde

A North se classificou para a ECS S6 com a segunda posição no classificatório europeu e vem mostrando evolução, porém ainda não provou ser uma grande equipe para conseguir ir tão longe na competição.

Sem grandes aparições em campeonatos LAN, a última performance da equipe dinamarquesa terminou com uma eliminação na lower bracket para a surpresa do campeonato LDLC, tendo vencido somente a partida contra a NRG e ainda assim demonstrando muitas fraquezas.

7 – NRG 

daps, FugLy, Brehze, nahtE, CerQ

A equipe chega no campeonato com o primeiro lugar no classificatório norte-americano e o título recente da cs_summit 3, mas ainda não encontraram uma estabilidade e definir o seu estilo de jogo.

Com Tsvetelin “CerQ” Dimitrov fazendo ótimas partidas com a AWP em mãos, a NRG pode voltar a surpreender e garantir a classificação para os playoffs mas com o formato em MD3, essa tarefa pode ser mais difícil.

6 – MIBR

coldzera, Stewie2K, fer, tarik, FalleN

Provavelmente a maior decepção do ano, a lendária TAG ainda não conseguiu ganhar nenhum título expressivo mesmo com a entrada de um novo treinador. Inicialmente demonstrando uma evolução, o elenco parece estar estacado nessa má fase.

A ECS pode ser uma das últimas chances dessa equipe conquistar um grande campeonato e melhorar o estado atual e ganhar novamente a confiança dos seus torcedores que anseiam por boas performances desse time composto por jogadores vitoriosos.

5 – Cloud9

KioShiMa, flusha, RUSH, autimatic, Golden

A organização norte-americana tem reencontrado cada vez mais o caminho para o sucesso e a adição de Fabien “KioShiMa” Fiey como suplente e mais recentemente a contratação oficial do jogador para a line-up pode ser o último pilar para essa equipe voltar a encontrar grandes resultados.

Foto: HLTV.org

As performances recentes demonstram uma C9 mais estável e que está em busca de criar uma identidade para essa escalação que vem se encontrando e pode vir a ser o time a ser batido futuramente.

4 – Ninjas in Pyjamas

Forest, Lekr0, dennis, GeT_RiGhT, REZ

A equipe formada somente por suecos precisa se provar para ter o brilhantismo mas já tem conquistado boas posições e boas performances contra times de alto escalão. O time de Dennis “dennis” Edman pode ser uma grata surpresa no torneio e destronar grandes euipes.

3 – Team Liquid

NAF, Taco, Twistzz, nitr0, EliGE

Os norte-americanos estão em uma boa fase e em busca do primeiro grande título do ano, sendo essa uma grande chance. Tendo se provado uma equipe eficiente e que consegue atuar bem sob pressão, ter a torcida do lado pode ser o diferencial para a primeira conquista do ano.

2 – mousesports

oskar, chrisJ, suNny, STYKO, ropz

O mix europeu chega na competição com o título de campeã da ESL One New York 2018 e ótimas performances presenciais recentes. Com atuações individuais determinantes para os resultados positivos, a mouz tem time para realizar boas partidas e alcançar a final.

1 – Astralis

xyp9x, device, dupreeh, Magisk, gla1ve

 Escolhido o time do ano, a Astralis não para de manter a “Astralis Era” e de marcar a temporada como a que teve mais dominância de uma equipe. Um time de jogadores em perfeita sincronia com o treinador Danny zonic Sørensen demonstra uma solidez impecável.

É quase que impossível imaginar uma final sem a equipe dinamarquesa atualmente e o título da ECS S6 parece já ter uma casa definida, a não ser que haja uma surpresa muito grande durante a competição.