Hoje um capítulo triste da história do competitivo internacional de league of legends foi revelado.O jornalista Richard Lewis publicou uma matéria incrível sobre a situação de Kori da MYM, explicando finalmente a saída repentina do jogador um dia antes do início da competição européia e esclarecendo toda o polêmico caso.

Kori entrou na MYM quando toda a antiga equipe da SHC passou a ser patrocinada pela organização, o detalhe importante era que a staff  da SHC devia muitos meses de salário ao jogador, algo que a administração da MYM de LOL se recusou a pagar.O problema se agrava quando a ligação íntima entre os antigos funcionários da  SHC  e a administração atual é facilmente verificada, então o jogador acreditou que o melhor a fazer era deixar a organização devido a esse tipo de abuso e ao fato de que não estava confortável no ambiente da gaming house.

Kori teria avisado o administrador da equipe de LOL da  MYM, Sebastian “Falli” Rotterdam, que ele deixaria o time.Em uma ligação enfurecida, Rotterdam teria ameaçado diversas vezes o jogador, indicando inclusive que como teria sido a mãe de Kori a responsável pelo contrato ele faria o máximo possível para ela perder muito dinheiro ou até mesmo a casa onde ela mora para pagar pela rescisão do contrato do jogador. Kori demonstrou toda sua inteligência ao gravar a ligação, que pode ser conferida aqui:

Kori teria feito  contato alguns dias antes do ocorrido com seu amigo LS, antigo treinador da SHC e atual treinador da equipe Roar, e se candidatou a top lane da Roar, mas a administração da SHC entrou em contato com a Riot, que até então não sabia dessa complexa situação, alegando que a organização faria de tudo para que o  jogador simplesmente não participasse de nenhuma competição antes do fim de seu contrato com a SHC ( janeiro de 2016).

Após toda essa situação Kori voltou a jogar pela MYM na semana passada, mas com essas informações sobre esse escândalo liberadas, não se sabe o que acontecerá com o jogador ou a organização.

O CEO da MYM afirmou que não tinha nenhuma informação sobre isso e que tomaria as medidas necessárias para corrigir o problema. Rotterdam fez uma carta formal de desculpas alegando que estava desesperado e que tudo que tinha feito foi  pensando no bem da equipe e dos jogadores.

A matéria completa de Lewis pode ser conferida aqui:  http://www.dailydot.com/esports/mym-kori-threatened-unpaid-wages/