De acordo com o Richard Lewis, acordos multimilionários foram realizados por Robert Kraft e Stephen Ross, donos das organizações norte-americanas de futebol americano New England Patriots e Miami Dolphins, respectivamente, para garantir vagas na Overwatch League. Lewis não deixou claro se os times irão competir sob os nomes das organizações ou novos nomes serão criados para isso, mas as equipes vão representar as regiões de New England e Miami.

A Overwatch League tem sido trabalhada por meio de uma campanha para fazer com que nomes conhecidos dos esportes tradicionais se interessem pela liga. Uma das fontes afirma que Bobby Kotick, chefe executivo da Activision-Blizzard, passa horas trabalhando sozinho no projeto e que está feliz de grandes nomes finalmente se atentarem à ideia.

Recentemente, surgiram boatos de que as vagas da Overwatch League custavam até US$ 15 milhões cada, mas as dúvidas sobre a veracidade da informação se intensificaram a partir do momento que analisaram a relativamente baixa audiência do Overwatch em torneios e que outras ligas semelhantes falharam, como a Championship Gaming Series, que abrangia vários jogos. Entretanto, a firma Morgan Stanley garantiu que a Overwatch League poderia gerar até US$ 720 milhões por ano no melhor cenário — o que a colocaria no patamar da WWE e 20% maior que a Major League Soccer. Para que esta meta fosse alcançável, seria necessário dobrar o número esperado de times na liga de 16 para 32 e a Activision-Blizzard deveria tornar a Major League Gaming uma “ESPN” do eSports, além de desenvolver nas fanbases uma paixão pela competição.

Entretanto, o dono de uma organização, que optou por permanecer anônimo, afirma que os cálculos da Morgan Stanley são incorretos.

“O relatório é uma piada da qual todos estamos rindo. Estamos envolvidos no esports há tanto tempo e não entendemos essa projeção, especialmente quando você considera o quão pouco você gera em algo tão grande como ter um time na [Riot Games League of Legends Championship Series] LCS,” afirmou.

A fonte também comentou sobre o espaço das organizações de esports na Overwatch League. “Blizzard não nos vê tendo o dinheiro e isso parece ser o foco deles,” continuou. “São marcas como a nossa que ajudaram o Overwatch a ter espaço na comunidade competitiva, mas agora estamos sendo expulsos. Você improvavelmente verá 90% das organizações de esports envolvidas se as coisas continuarem dessa forma.”

Apesar de a Overwatch League estar programada para ser iniciada no terceiro trimestre deste ano, ainda existe uma considerável falta de informações sobre a liga. Grandes torneios mundo afora foram cancelados possivelmente em vigor da inicialização da Overwatch League, mas a Blizzard ainda não se pronunciou, o que deixa um grande questionamento por parte dos grandes investidores e organizações que ainda planejam em entrar no cenário.