A paiN Gaming anunciou na última terça-feira (14), o fim da sua line-up de CrossFire. A decisão é um protesto da organização contra a postura adotada pela Z8 Games, publisher do jogo, em alguns pontos elencados pelos jogadores da paiN em um vídeo publicado na página do Facebook de um deles.

O Mais e-Sports conversou com o jogador Felippe “Felippe1” Martins para saber mais sobre os pontos que fizeram com que os jogadores e a organização resolvessem tomar essa medida em forma de protesto.

Na entrevista, Felippe1 afirma que a decisão de não jogar a final do Campeonato Brasileiro de CrossFire tem como objetivo fazer com que a Z8 Games promova mudanças que acarretem na melhoria do cenário brasileiro do jogo.

“A gente não concorda com as atitudes que a Z8 Games tem tomado e em forma de protesto para uma melhoria do cenário, nós não vamos jogar a final para ver se acontecem algumas mudanças, se eles param de achar que tudo é uma brincadeira. Esse é o motivo maior da gente não jogar o jogo”, revela o jogador.

As atitudes as quais o jogador se refere, de acordo com o comunicado da paiN Gaming se trata da realização do classificatório nacional para o Campeonato Mundial de CrossFire, evento este que foi vencido pela INTZ no último sábado (11).

No documento enviado pela assessoria de imprensa da organização, a paiN revela que no dia 19 de maio havia recebido o convite para disputar o classificatório e no e-mail enviado pela Z8 Games, uma das exigências era a data limite para apresentação dos documentos e passaportes dos jogadores. Exigência que a paiN Gaming afirma ter enviado para a publisher, confirmando assim a participação da organização no evento.

A paiN ainda afirma que no dia 30 de maio, recebeu um e-mail da Z8 Games, confirmando o confronto entre paiN Gaming x Innova (até então único time que também havia confirmado a participação no evento, segundo a paiN), em uma melhor de 5, que seria disputada presencialmente no dia 11/06.

No entanto, a organização vermelho e preto revela que após a troca de informações entre jogadores e equipes, uma pessoa chamada “Ana” da Z8 Games, confirmou no dia 3 de junho a participação da INTZ no classificatório, mesmo sem os passaportes em mãos, afirma a paiN Gaming.

Com essa decisão, a paiN abre mão de disputar neste sábado (18) a final do Campeonato Brasileiro de CrossFire contra a INTZ e será substituída pela Innova.