A Operation Kino sagrou-se na última quarta-feira (18), campeã da 2ª temporada da ESL Brasil Premier League de League of Legends. Para ser campeã, a OPK superou a Remo Brave por 3 jogos a 2, de virada, em uma final emocionante. Pelo título, a equipe formada por Ranger, Luskka, BocaJúnioR, Aoshi e MC DYNQUEDO levou para casa 10 mil reais, a Remo Brave embolsou 5 mil reais pelo vice-campeonato.

Para chegar à final, a Operation Kino precisou suar a camisa para vencer a INTZ.Genesis nas semifinais. Depois de dois confrontos equilibrados, a OPK conseguiu impor seu jogo na partida decisiva e fechou a série por 2-1.

Jogadores erguem a taça da competição

Na grande final, tanto Remo Brave quanto Operation Kino deram um show para quem acompanhava o confronto. A Remo Brave saiu na frente na decisão ao vencer as duas primeiras partidas e abrir 2-0 na série. No entanto, a OPK não deixou se abalar e mesmo estando atrás na terceira partida, conseguiu por a cabeça no lugar, vencer o jogo e diminuir a diferença para 2-1.

No confronto seguinte, contando com o top laner Franklin “Aoshi” Coutinho inspirado, a OPK conseguiu a vantagem necessária para fechar a partida, empatar a série e levar tudo para o quinto jogo. O quinto jogo da série foi a partida menos disputada do confronto, apostando em uma composição com Gangplank e Jhin, a Operation Kino conseguiu o impacto necessário no começo do jogo e se manteve a frente durante toda a partida, vencendo a partida e conquistando o título da ESL Brasil Premier League de League of Legends.

O Mais e-Sports conversou com o capitão da Operation Kino, Filipe “Ranger” Brombilla, que disse que apesar da OPK ter perdido os dois primeiros jogos da série, o time manteve a calma o tempo todo.

“Sair perdendo de 2 a 0 no começo foi problemático, mas a gente sabia que em uma série melhor de cinco, o melhor time ganha. Então a gente manteve a calma, ficamos focados o tempo todo, fomos nos adaptando durante os drafts e não tivemos muitos problemas para virar a série não”, conta o jungler.

Questionado sobre a importância desse título a poucos dias do início do 1º Split do CBLOL, Ranger afirmou que a experiência de jogar um campeonato presencial antes do CBLOL foi muito boa para a equipe que ainda está se acertando. No entanto, o jogador também disse o lado negativo de se jogar um campeonato como esse, é que a equipe acabou mostrando um pouco do seu jogo para os adversários da principal competição de League of Legends no Brasil.

Confira a line-up da Operation Kino, campeã da ESL Brasil Premier League de LoL:

Franklin “Aoshi” Coutinho – Top
Filipe “Ranger” Brombilla – Jungler
Matheus “Dynquedo” Rossini – Mid
Lucas “Luskka” Rentechen – AD Carry
Emerson “BocaJúnioR” Alencar – Suporte