Quando a estrela da OMG finalizou o sorteio do grupo A, colocando a PaiN Gaming dentro do grupo, é fácil imaginar uma reação extremamente positiva por parte dos jogadores brasileiros. Mais do que apenas ter evitado as equipes chinesas, a PaiN Gaming foi presenteada com um dos melhores grupos possíveis dentro de todo o universo de possibilidades do sorteio.

O Grupo A do mundial da temporada 2015 é possivelmente o grupo mais fraco da história do torneio desde que ele assumiu o formato de quatro grupos, principalmente devido a inexistência de um claro top 2 e da inconsistência ou grandes lacunas dentro do gameplay das equipes. Os críticos nacionais e internacionais concordam que essa seja a melhor chance de uma equipe wildcard na história da competição, pela combinação de diversos fatores que incluem os méritos da equipe brasileira e as dificuldades das outras equipes, mas será isso o suficiente para atingirmos o milagre das quartas de finais?

 

CLG – Fé e a esperança do servidor Norte-Americano!

CLG Confirma sua Line-Up para 2015

O fato de que a CLG tem a maior chance de chegar as quartas de finais dentre todas as equipes da região mais antiga de LOL seria considerado uma piada de mal gosto no passado, mas é a verdade hoje.  Classificado como Seed 1, a equipe se manteve com relativa estabilidade dentro da temporada regular e com uma melhora visível de Xmithie conseguiu vencer a TSM graças a coordenação caçador da selva-suporte e a grande capacidade das suas rotas auxiliares, além da melhor série da vida de Pobelter que neutralizou Bjergsen com eficiência.

A ausência de Xmithie no mundial é o primeiro dos problemas da equipe, que colocará o reserva da rota do meio, Huhi, para assumir a posição. A organização divulgou que o coreano treina junto com o time na posição de caçador da selva a meses e não apresentará problemas relacionados à comunicação nem reduzirá a força do time, mas uma mudança tão grande sempre pode estragar a dinâmica da equipe. A mudança no meta também dificulta a vida de Pobelter, que encontrou sucesso em campeões de controle como Viktor e Azir e pode sofrer com os assassinos que uma vez mais terão força dentro da rota.

Como nem tudo são notícias ruins, a popularização de Split-pushers e bruisers na roda do topo encaixa perfeitamente no estilo da equipe e de ZionSpartan, que certamente abusará de campeões como Jax, Fiora e Riven para garantir a CLG na parte de cima do grupo.  Doublelift e Aphromoo também estão dentro da sua especialidade em uma meta que favorece muito o estilo dos jogadores, e tentar enfrentar a famosa Rush Hour sem inversões pode ser fatal.

A CLG carrega a esperança do servidor NA não por ser estar claramente acima dos competidores da sua região, mas pelo fato de que as outras 2 equipes se encontram em grupos com equipes muito melhores. Além disso, é importante cogitar também qual será o impacto de jogar o mundial nos jogadores, uma vez que a equipe foi conhecida por perder sua força em momentos de pressão, uma denominação que a CLG apenas conseguiu afastar recentemente ao vencer o Summer Split da LCS.

 

Flash Wolves – Adaptação é a sobrevivência

yoe Flash Wolves

Quando a Flash Wolves desbancou grandes times ocidentais e realizou um belo torneio na IEM Katowice os olhos do competitivo internacional uma vez mais se atentaram para a região que produziu os campeões mundiais da season 2. A supremacia da FW na temporada regular na região logo foi contestada quando a AHQ saiu vitoriosa nos playoffs e acabou conquistando a vaga no MSI, e desde então Maple e companhia nunca conseguiram recuperar o trono da LMS.

Classificando contra para o mundial após uma vitória contra a equipe de Olleh e Toyz, a Flash Wolves é uma equipe muito centrada em seu mid laner e na capacidade de aplicar pressão no mapa através de Karsa e SwordArt. O estilo da equipe foi extremamente eficiente em momentos anteriores em que magos de controle dominavam incontestáveis na mid lane e a toplane era recheada de supertanks que exigiam maior habilidade estratégica do que proficiência mecânica dentro da lane, mas chegada dos colossos e a mudança nos bruisers pode dificultar muito o estilo de jogo da equipe.

Steak é velho conhecido da comunidade internacional, esteve presente com a Gamania Bears no mundial de 2013 e não possui a mesma capacidade mecânica e conhecimento dentro da rota que outros  jogadores da rota do topo do torneio, sendo considerado por diversos analistas como o grande ponto fraco da equipe e a sua adaptação aos novos top laners pode definir o futuro de sua equipe na competição.

É importante também lembrar que devido a sua localização as equipes da LMS conseguem bons parceiros de scrims na Asia, o que pode impulsionar o nível da Flash Wolves e garantir

KOO Tigers – Das cinzas da Najin para a mochila de Smeb

300px-KOO_Tigers_logo

 

Grande revelação da Coréia no ano, a Koo Tigers é formada por 5 jogadores ex-najin e tambémcomandada por um técnico que já fez parte da famosa organização. Sendo considerada a melhor equipe do mundo até sua incrível queda na IEM Katowice, a Koo passou por um período de grande instabilidade e apenas se recuperou efetivamente nos playoffs do Summer Split coreano, quando a equipe recriou sua identidade concentrando boa parte da pressão de mapa de forma a favorecer de Smeb.

Batalhando com SSumday e Marin pela honra de melhor top laner da competição, Smeb demonstrou proficiência em campeões complexos mecanicamente e até conseguiu um pentakill de riven na temporada regular da LCK.O novo meta deve encaixar bem no estilo da Koo Tigers, principalmente se Pray tiver acesso a campeões de engage (Twitch, Ashe) e for possível abusar da proficiência em Split push de Smeb.

Apesar de ter recebido a fama de sucumbir em ambientes de pressão após a IEM, a Koo Tigers continua como grande favorita para a primeira colocação no grupo, pois mesmo que a equipe apresente alguns problemas em tomadas de decisão no late game, a organização confia em sua capacidade de criação, preparação, no melhor macroplay do grupo e na mochila de Smeb.

 

PaiN Gaming – Agora ou nunca

Painrazer

A PaiN Gaming não somente é o melhor time wildcard que foi para um mundial, é o que teve mais sorte. O sorteio colocou a equipe perto de um “cenário ideal” que provavelmente não se repetirá num futuro próximo, e essa afirmação se torna visível quando analistas internacionais acreditam na possibilidade de classificação da equipe para as quartas de finais, algo que nunca havia acontecido antes.

É verdade também que a PaiN Gaming não tem se mostrado tão consistente desde a final do CBLOL: Sua participação na fase de grupos do Desafio internacional levantou muitas suspeitas sobre o cenário, mas a vitória incontestável na final demonstrou que a PaiN Gaming recuperou sua capacidade estratégica e superou as dificuldades de engage que atrapalharam a equipe na fase de grupos do desafio internacional.

O novo meta deve agradar bastante a Mylon, que já demonstrou no competitivo a força de seu Jax e seu Gangplank, além de ser um jogador que procura desafios e se propõe a masterizar campeões e carregar da rota do topo. Os campeões da rota do meio nesse novo meta que se apresenta podem não favorecer muito ao estilo do Kami, mas a versatilidade do jogador e a manutenção de Orianna e Lulu nesse novo cenário significam que o jogador tem ainda grandes possibilidades dentro da sua gama de campeões, mesmo que ele não se sinta confortável em alguns assassinos e no Yasuo.

A consistência de Sirthulio também será fundamental para o desenvolvimento da PaiN Gaming no campeonato, pois o fato de estar em um grupo que conta apenas com Karsa como caçador da selva agressivo permite ao brasileiro se concentrar em seu estilo de controle de visão e counterganks. Apesar da famosa dobradinha com Kami, o impacto de Sirthulio nas sidelanes e sua coordenação junto a Dioud em inversões podem definir se a PaiN Gaming avança do grupo ou volta pra casa com um amargo 0-6.

Mesmo sendo consideradas uma das botlanes mais assustadoras do cenário brasileiro, evitar um confronto direto contra a botlanes da CLG pode ser bastante benéfico ao mesmo tempo que forçar um confronto direto contra a botlanes da Flash wolves é obrigatório para evitar o roaming de Swordart e permitir que Mylon abuse de Steak.

Longe de possuir qualquer favoritismo, a PaiN Gaming chega confiante na sua grande capacidade de draft e com possibilidades dentro do grupo, procurando representar o Brasil e as regiões do desafio internacional da melhor forma possível.