Na LLN (América Latina do Norte) um total de 16 pessoas foram punidas, sendo dessas 15 por comportamento tóxico na soloQ, as punições envolvem jogadores, analistas e managers. De acordo com a Riot, foi feita uma revisão em todas as contas dos envolvidos na competição e o valor da multa varia de acordo com a gravidade da infração. Confira a lista de todos os multados:

Equipe Posição Nome Motivo da Multa Valor
6SN Jogador Luis “Nurak” Ordoñez Toxicidade Grave $500 USD
GG Jogador Mateo “Buggax” Aroztegui Toxicidade Grave $500 USD
GG Jogador Ian “1an” Espinoza Toxicidade Grave $500 USD
PDS Jogador Santiago “Deps” de Pool Toxicidade Grave $500 USD
R7 Manager Patricio Villareal Toxicidade Grave $500 USD
ZTG Manager Pedro Valdivia Toxicidade Grave $500 USD
6SN Jogador Jerónimo “jer0m” Tarraga Toxicidade Moderada   (advertência prévia) $500 USD
PDS Jogador Erick “Acerola” Villalobos Toxicidade Moderada (advertência prévia) $500 USD
6SN Jogador Ignacio “Itsi” García Toxicidade Moderada $250 USD
6SN Jogador Kevin “Shakeit” Carmona Toxicidade Moderada $250 USD
GG Jogador Juan “Regi” Cruz Toxicidade Moderada $250 USD
INF Jogador Eric “Yurén” Yuren Toxicidade Moderada $250 USD
ZTG Analista Daniel “Flash” Tierrafría Toxicidade Moderada $250 USD
ZTG Jogador Emil “Grisen” Brouwer Toxicidade Moderada $250 USD
PDS Jogador Andrés “Icytower” Barba Toxicidade leve (advertência prévia) $250 USD
R7 Proprietário Carlos Gibran Ocultar informação de contas $500 USD

 

A Riot afimou em nota que de todas as pessoas que foram multadas na última revisão, em 2017, nenhuma voltou a cometer tais infrações, o que os leva a acreditar que as multas são um bom meio de “conscientizar” os envolvidos.

Vale lembrar que um dos jogadores mais famosos da região, Matias “WhiteLotus” Musso, foi punido em novembro de 2017 também por mau comportamento na soloQ. Como já tinha agravantes pelo mesmo motivo, o jogador foi banido de todas as competições oficiais da Riot Games por 4 meses. A punição começou a valer a partir do dia 1 de janeiro de 2018.