A ProGaming, equipe de Gustavo “Minerva” Queiroz, foi derrotada pela IDM na penúltima rodada do CBLoL 2018 e agora está em uma situação complicada na tabela da competição. A equipe ocupa a sexta colocação, empatada com a Vivo Keyd e RED Canids, e tem chances de ser rebaixada diretamente do CBLoL dependendo dos resultados da próxima semana.

O Mais e-Sports conversou com o caçador da equipe sobre a situação atual da equipe, evolução em treinos e futuro no CBLoL. Confira:

Vocês estão em uma situação bem complicada, o que você está se sentindo agora? Sabendo que na próxima semana vocês jogarão contra a KaBuM, que é um time que está forte, e caso perderem podem ser rebaixados. 

Minerva: O sentimento agora é de bastante preocupação. Eu confio em mim e no meu time para evoluirmos durante essa última semana, mas nós não conseguimos isso no decorrer do Split, tivemos os mesmos erros desde a primeira semana porém ainda sim eu confio em uma evolução nossa mas eu acho que o sonho de ir para os playoffs está bem distante. Agora é olhar pra frente e focar nessa série contra a KaBuM para nos mantermos no CBLoL, eu não acho que eu ou alguém do nosso time mereça isso, é uma sensação que eu não quero pra mim então eu vou me esforçar bastante e tentar coisas que eu não tentei durante do Split, maneiras ou atitudes dentro de time que podem fazer a diferença contra a KaBuM.

No programa Depois do Nexus você acabou recebendo algumas criticas pelo jogo contra a INTZ, onde falaram que você estava jogando sem iniciativa. Você concorda com isso? Você acha que trouxe iniciativa hoje?

Sinceramente eu não concordo mas pra mim o que eles falam tanto faz, quem define as escolhas ou maneiras que eu vou jogar é o meu técnico de acordo com nossa condição de vitória. Hoje eu consegui jogar com Graves e Camille e são campeões que eu nem usei em treinos, eu devo ter jogado um jogo com cada no máximo em Scrims, porém são escolhas que eu tenho na minha pool a muito tempo, então isso vai de acordo com cada série, cada jogo e cada jogador. As escolhas acabaram vindo a calhar contra a IDM pelo estilo de jogo, poder buscar ser mais agressivo, fazer invasões entre outras coisas, porém mesmo eu conseguindo um bom começo de jogo acabamos não conseguindo lidar bem com o Kassadin e Kennen. Apesar dos comentários que fizeram no Depois do Nexus as pessoas têm que ver que eu não deixei de ser o jogador que eu era, que aquilo foi só uma série especifica, e os jogadores tem que se adaptar de diferentes maneiras para diferentes jogos, seja no estilo ou nas escolhas.

Ainda no mesmo programa, o Lep disse que parecia que vocês desaprenderam a jogar o jogo, com muitos erros individuais. Vocês acham que essa semana, mesmo com a derrota, vocês conseguiram evoluir? 

Pra ser bem sincero os nossos treinos dessa semana foram bem melhores que das semanas anteriores porque antes nós não estávamos conseguindo treinar, o jogo chegava nos 10 minutos e já estava comprometido de uma forma que não deveria estar. Essa semana foi muito proveitosa em treinos a meu ver, eu não sei se tivemos resultados muito bons em questão de vitória e derrota, porém nós conseguimos ver mais coisas nos treinos, absorver mais, então nós viemos como um time melhor que a semana passada mas ainda não a nível de ganhar da IDM na próxima rodada, esse não é um time profissional jogando, cometemos muitos erros e foi uma série bem caótica.

Algumas pessoas estavam comentando que vocês eram o time mais fraco do CBLoL no momento. Você concorda com isso ou acha que os resultados não estão condizendo com a força de vocês?

Com certeza o resultado fala muito sobre a equipe e seu êxito na competição, mas eu não diria que somos a equipe mais fraca do CBLoL porque eu tenho um pouco de ego e falar isso doi (risos), mas com certeza somos uma das equipes mais fracas da competição até o momento, principalmente pelos jogos que apresentamos tanto hoje contra a IDM quanto semana passada contra a INTZ, nós tínhamos vantagem em mãos mas não conseguimos usar isso para finalizar as partidas.

Como você acabou de dizer, você é um jogador que tem o seu orgulho e também é bastante competitivo, provavelmente um dos mais competitivos do campeonato. Semana que vem vai ser uma série muito tensa para vocês, então o fato de você não querer ser rebaixado, não querer ter essa marca na sua carreira vai fazer com que você venha com tudo para a série contra a KaBuM ou isso está te desanimando um pouco? Como você, Gustavo, lida com toda essa pressão?

Desanimo agora eu não me permito ter principalmente como respeito a minha carreira e toda a minha equipe, como eu falei a minha concepção sobre isso é que não merecemos cair do CBLoL, então essa semana eu vou ver tudo o que posso melhorar e o que eu posso inovar, coisas que eu nunca fiz antes e também avaliar as coisas em que eu posso ser melhor, ainda não sei especificamente o que mas eu vou usar o domingo (29) para refletir sobre isso tudo e ver onde eu posso melhorar como time e individual, mas desanimo com certeza eu não vou ter.

Você como o mais experiente entre os cinco jogadores, já foi campeão e já representou o Brasil no Mundial, você tomaria esse posto de líder? De chamar a responsabilidade pelo seu time? 

Ao mesmo tempo em que eu gosto dessa posição de ser líder eu também gosto de ser a pessoa que quebra algumas regras, então talvez esse perfil de líder no sentido de controlar tudo e dominar tudo eu não tenha, mas com certeza de um coordenador ou diretor no sentido de atitudes ou em como falar com as pessoas dentro do time eu me encaixo bem.

A ProGaming jogará contra a KaBuM no dia 04 de agosto. Você pode acompanhar a cobertura completa da competição aqui no Mais e-Sports.

Você pode apostar nos jogos do CBLOL através da Betway