Conversamos com Micael “micaO” Rodrigues, ADC da Vivo Keyd, sobre a atual campanha da equipe e o Rift Rivals, competição que o time disputará.

Você jogou de Morgana no jogo 1. Tem como explicar o pick?
A ideia da Morgana com o Tahm Kench é ficar empurrando para sempre… não dela com o TK mas dela em si, pois ela funciona com muita coisa. Mas é basicamente empurrar tudo e ter muita pressão.

Quais foram os erros nos jogos 2 e 3 que fizeram a Keyd perder essa série?
Na segunda partida foi um erro bem óbvio que a gente cometeu. Compramos uma luta que não era para nós termos comprado de jeito nenhum, pois não era o que a nossa composição queria. A partir disso, eles mataram 4 da nossa equipe, foram Barão e começaram a jogar muito bem. Eles abusaram do nosso erro e da vantagem que eles tinham.
No terceiro jogo eu acho que começamos bem até mas chegou em um ponto onde eles juntaram e foram melhor que nós, do meio para o final do jogo.

A Keyd perdeu novamente. O que vocês irão fazer para se reerguer na tabela do CBLOL?
Bom, eu acho que estamos melhor do que na semana passada. Mesmo saindo com a derrota de novo, eu senti que a gente melhorou. Estamos pecando em alguns detalhes mas a gente tem que continuar dando o nosso máximo, treinando ao máximo pois vai ser muito difícil daqui para frente. Só tem times difíceis. Nós já temos duas derrotas e é inaceitável perder mais.

Quais as suas expectativas para o Rift Rivals?
Estão bem altas. Eu acho que a gente pode aprender muito com a KaBuM e eles conosco. Pode rolar uma troca legal neste sentido. Eu acho que não vai ser fácil pois as equipes das outras regiões são boas. Mas vai ser bem divertido pois vai dar para aprender com eles e ver como eles jogam.