A MIBR perdeu para os norte-americanos da Team Liquid na tarde deste sábado (8) e está eliminada na ESL Pro League de Counter-Strike: Global Offensive. A equipe de Jonathan “EliGE” Jablonowski passou por cima do MIBR e eliminou a tag brasileira após vitória por dois a zero.

MIBR sofreu contra a Team Liquid. Foto: HLTV

Cache

A semifinal começou na Cache, escolha dos americanos. Epitácio “TACO” de Melo e seus companheiros justificaram o motivo de sua seleção: uma primeira metade quase perfeita, fazendo com que a MIBR pontuasse apenas duas vezes. O bom trabalho de TACO, além de uma excelente leitura de jogo dos americanos, deixou a equipe mais solta para flutuar no mapa e deixou Gabriel “FalleN” Toledo e companhia perdidos em diversas ocasiões.

Os norte-americanos, no segundo tempo, continuaram com seu ritmo intenso de jogo. A MIBR continuou abaixo das expectativas e não conseguiu lidar com o adversário. A Team Liquid foi perfeita após a virada de lados e fechou o mapa em 16-2.

Overpass

Mesmo na Overpass, escolha da MIBR, a Team Liquid continuou com seu jogo superior. Os americanos abriram sete a um no placar. A MIBR emplacou três rounds na sequência e levou a Liquid para sua primeira econômica. Em vantagem bélica, a MIBR deixou Keith “NAF” Markovic sozinho. No clutch, NAF eliminou quatro jogadores e reverteu o ponto a favor dos americanos. O restante da primeira metade foi dominado pela Liquid, que foi para o segundo tempo com 12-3 favorável no placar.

Na segunda metade, a equipe de FalleN ameaçou uma reação com a vitória de quatro pontos na sequência, mas viu a Liquid abrir uma maior vantagem e alcançar o match point. A MIBR salvou o primeiro, mas sucumbiu aos americanos, que venceram por 16-8.

Astralis x mousesports

Nicolai ‘device’ Reedtz foi o destaque na partida contra a mousesports. Foto: HLTV

Na primeira semifinal da tarde, a Astralis jogou contra a equipe europeia mousesports. Os dinamarqueses confirmaram as expectativas e passaram por Chris “chrisJ” de Jong por dois a zero, com parciais de 16-12 e 16-5, na Mirage e Inferno, respectivamente.

Além da busca do bicampeonato do torneio, os dinamarqueses vão em busca da premiação de US$ 1 milhão adicional devido ao Intel Grand Slam. A final da ESL Pro League entre Astralis e Team Liquid será realizada neste domingo (9) às 13h, horário de Brasília.