No dia 31 de Agosto de 2013, SKT e KT Bullets iam para o quinto jogo da grande final da OGN (campeonato sul-coreano de League of Legends, que hoje, se chama LCK). Com as regras da época trazendo o formato de blind pick no quinto jogo, Lee “Faker” Sanghyeok e Ryu “Ryu” Sang-wook escolheram o Zed, campeão mais forte da rota na ocasião.

A partida estava encaminhada para a SKT e o time buscava uma maneira de encerrar o jogo e se garantir, pela primeira vez, no Mundial de League of Legends. Até que com 31 minutos de partida, Faker encaixa a jogada mais famosa da história do League of Legends:

Na época, o mid laner de apenas 17 anos já era reconhecido na Coreia do Sul como um ótimo jogador e a grande revelação daquele split. Mas após esta jogada, todo o mundo passou a ver que Faker não era simplesmente um ótimo jogador, Faker não era simplesmente a revelação daquele split. Faker havia chegado para entrar para a história dos esports.

Seja nos esportes tradicionais ou nos esports, grandes performances em grandes finais serão sempre históricas e na final do 1° split do CBLOL 2019 tivemos uma. No confronto entre INTZ e Flamengo, Bruno “Envy” Farias jogou de uma maneira que chegou a assustar o público.

Envy: O herói da INTZ na grande final do CBLOL 2019

Envy foi o grande destaque da INTZ na final contra o Flamengo – Foto: INTZ

Separei 4 momentos que foram marcantes para consagrar Envy como o MVP da grande final do CBLOL.

A mensagem de Envy para o Flamengo

Após um jogo 1 triste de sua parte, a INTZ trazia o Ryze para Envy pela primeira vez na série no jogo 2. Lee “Shrimp” Byeong-hoon, melhor jogador da fase regular do CBLOL, tenta encaixar um gank em cima do mid laner e é totalmente burstado:

Shrimp não imaginava que aquilo poderia acontecer. O jungler não tinha noção do dano do Ryze. Mas Envy… bem, Envy sabia exatamente quanto de dano ele causaria. Envy sabia quais skills ele precisaria utilizar e em qual ordem, Envy sabia que Shrimp estava morto quando entrou em seu alcance.

O mid laner da INTZ sabia do que ele era capaz e o Flamengo descobriu isto apenas no stage.

A derrota vitoriosa da INTZ no jogo 3

Ficou evidente para todos que o Ryze do Envy era algo para se preocupar e por isso, o Flamengo atrapalha o máximo possível o início de jogo do mid laner.

Com bastante vantagem, parecia que seria fácil para o Fla garantir o 2 a 1 na série. A INTZ defende seu Nexus com unhas e dentes e adivinha quem realizou um pentakill em sua primeira final?

A INTZ perdeu esse jogo mas saiu vitoriosa ao mesmo tempo. Envy e seus quatro companheiros de equipe sabiam que eles não perderiam aquela série.

Envy não era bom apenas de Ryze

O Flamengo já estava claramente assustado com as performances do mid laner inimigo nos jogos 2 e 3. O ban no Ryze aparece no quarto jogo e Envy escolhe a LeBlanc.

Novamente, um campeão em que ele poderia buscar o protagonismo. Novamente, Envy é o MVP da partida.

O charme da vitória

Chegamos no quinto jogo. O Flamengo opta por banir Ryze e Leblanc, tirando os campeões que Envy havia demonstrado maestria na grande final. Os cariocas acabaram deixando a Rek’Sai de Diego “Shini” Rogê passar e o mid laner novamente chama o jogo, desta vez, com a Ahri.

Envy foi novamente o grande destaque da INTZ principalmente ao acertar dois charmes seguidos em Felipe “brTT” Gonçalves, decretando a vitória intrépida na grande final do CBLOL.

EnvyP

A torcida da INTZ gritava  “EnvyP” ao final do jogo, fazendo um jogo de palavras com o termo “MVP” enquanto Envy abraçava seus companheiros de equipe.

Faker não se tornou o maior jogador de todos os tempos devido suas performances na fase de grupos da LCK ou do Mundial. Faker se tornou o maior pois ele cresce nos principais momentos. Ele realiza suas maiores jogadas e tem suas melhores performances nos maiores palcos.

Voltando para o nosso CBLoL, Shrimp foi o melhor jogador da fase de grupos. Conseguiu colocar stacks em sua Mejai’s de Taliyah, realizou uma fuga incrível e foi parar até no ThePenta

Mas o Envy…

Envy foi o MVP de três jogos da grande final, conseguiu ser o melhor jogador em Summoner’s Rift até mesmo em um jogo que seu time perdeu. O mid laner foi um bom jogador na fase de grupos do CBLoL, mas na final, no momento em que a INTZ mais precisava, na principal série da sua carreira, Envy foi um herói.