Atirador da Uppercut, João “Alternative” Parada está disputando seu segundo split de CBLoL. Com o objetivo de ganhar o campeonato desde sua chegada, o português falhou na primeira oportunidade, porém, quer fazer diferente agora.

“Não há nenhum segredo para ser campeão, a equipe que mais trabalhar e se esforçar provavelmente vai conseguir o primeiro lugar. E por isso, vou fazer a minha parte para isso acontecer”, afirmou o jogador em entrevista ao Mais Esports.

No último split, Alternative, junto com sua equipe, teve um início de campeonato extraordinário. No entanto, uma derrota para a ProGaming, equipe que veio a ser rebaixada diretamente, abalou o time.

“Tivemos um início brilhante, só perdendo para o Flamengo num jogo em que estivemos muito à frente. Mas depois de uma derrota que não estávamos esperandon contra a PRG,  nossa time quebrou e quando conseguimos recuperar já foi tarde demais. Se uma derrota dessas acontecer novamente teremos que resetar completamente e voltar a jogar bem”.

Nessa janela de transferências, a Uppercut realizou poucas mudanças na equipe, diferente  da maioria dos outros times. Manter o elenco, tendo adicionado algumas peças, foi uma decisão acertada para Alternative.

“Todos os jogadores da Uppercut têm qualidade para serem os melhores da sua posição no Brasil, por isso agora que temos mais tempo juntos vamos ver o que conseguimos fazer de melhor. A entrada do Hy0g4 e a presença do Stepz também complementam a nossa equipa e eles têm sido bastante úteis nos treinos”, disse o português.

Em entrevista realizada pelo próprio Mais Esports, o diretor da Uppercut Erick “Erickão” Cardoso declarou que implementou um sistema de trabalho à longo prazo na organização, visando ir além do título do CBLoL. Ainda assim, Alternative quer vencer o CBLoL já nesse split.

“Eu vim para o Brasil para ganhar o CBLOL, já no primeiro split era esse o meu objetivo e não mudou para este”. No primeiro split, a equipe não conseguiu a vaga aos playoffs, resultado que não satisfez o time, segundo Erickão.

Agora, com a oportunidade de conquistar o título brasileiro e ser a representante brasileira no Mundial, Alternative afirma com autoridade qual botlane dará mais trabalho à Uppercut.

“A botlane da PaiN joga bastante bem em scrims, vamos ver se vão conseguir replicar isso no stage. Se conseguirem, será a que nos causará mais problemas”, finalizou o jogador.