A Dragon Gate Team, equipe que disputou a LMS esse ano, foi permanentemente banida da liga por manipulação de resultado. Segundo o texto publicado no Garena, servidor da região, a equipe foi acusada após ações “incomuns” in-game.

Em 10 de Abril, a Riot Games recebeu diversas denúncias referentes ao comportamento considerado “estranho” da equipe. Após investigação, constatou-se que diversos membros da organização, tais como o próprio dono Wijie Hu, o Jungler Liu “JGY” Yang, o coach Fan “yoga” Jiang-Peng e o ex-treinador Li “xiaoyu” Xin-Yu, estavam envolvidos em esquemas de apostas.

Como punição, a Riot decidiu que:

  • O Dono, Wijie Hu, está proibido de dirigir qualquer equipe de League, em qualquer parte do mundo, seja amadora ou profissional.
  • O caçador JGY está banido de qualquer competição oficial, amadora ou profissional, por 18 meses de temporada (cerca de quatro splits)
  • yoga e xiaoyu (coach e ex-coach) estão banidos de qualquer competição, seja amadora ou profissional, por 12 meses de temporada.
  • A Dragon Gate Team está banida permanentemente da LMS

A DG, como é chamada, foi formada em Novembro de 2018, quando adquiriu a vaga da Team Afro. Porém, o desempenho na temporada foi ruim, a equipe venceu somente duas séries das 14 disputadas, ficando em 8º e último lugar, e teria que disputar o Relegation. Ainda não se sabe quem tomará o lugar da DG na disputa contra o rebaixamento.

A equipe vencedora da Challenger Series da região (ECS), a SuperEsports, aguarda a decisão. As equipes se enfrentariam na próxima quinta-feira (25).