A Invictus Gaming manteve sua invencibilidade e terminou o Dia 2 da Fase de Grupos com 4-0. As vitórias contra Team Liquid e o stomp histórico para cima da SKT garantiram a liderança isolada na competição. O mid laner da IG, Song “Rookie” Eui-jin concedeu uma coletiva de imprensa neste sábado (11) para falar sobre a campanha do time, o Sona/Taric dos coreanos e o reencontro com a G2 e a LCK pelo 2º turno dos Grupos do MSI.

Rookie cumprimenta Perkz após vitória da IG Foto: Riot Games

Agora que você é tido como melhor mid laner do mundo e o TheShy também teve ótimas performances. Todos os seus companheiros estão em ótima fase. Vocês são invencíveis?

Acho que é muito cedo para dizer isso, porque só poderei concordar com isso se terminarmos esse ano com um ótimo resultado. Nós estamos em boa fase, todos nós jogadores somos jovens ainda, temos ótima mecânica e ímpeto para fazer outplays e fazer com que os adversários tiltem durante as partidas.

Há muitos jogos que os players erram e sentem dificuldade, mas em outros eles jogam bem e carregam o time. É isso que sinto.

Você acredita que outra equipe terá coragem de pegar Sona/Taric contra a IG depois desse stomp na SKT?

Creio que não, só se eles se prepararem muito bem. Mesmo assim, se alguém pegar Sona/Taric contra nós vai sofrer bastante porque essa composição é de grande risco. Outro detalhe é de que acredito que essa estratégia até pôde funcionar no começo do MSI, mas agora e chegando nos playoffs dificilmente vai dar certo. A IG sabe bem como jogar contra esse tipo de composição, então acho que não haverá mais Sona/Taric no torneio.

Essa foi a primeira vez que um time da LCK usou o Sona/Taric em uma partida profissional, você esperava que a SKT usasse isso contra vocês?

Não sei se eu deveria dizer isso, por conta de ser conteúdo de scrim, mas a SKT usou bastante o Sona/Taric contra nós nos treinos, portanto era algo esperado sim. Nós nos preparamos muito bem para essa estratégia, fora que vimos times de outras regiões preferindo o Sona/Taric, então preparamos counter picks contra isso. Além disso, eu também espero muitos picks alternativos para lidar com essa tática.

Sobre seus colegas. O time foi basicamente reconstruído ao longo dos anos à sua volta. Há algum tempo atrás, muitos deles eram considerados novatos e você o mais experiente do time ao lado de Duke. Qual sua opinião sobre o crescimento deles até hoje?

Eu sou muito agradecido a todos os jogadores que passaram um período no meu time, fora que tivemos uma conexão pessoal muito boa, o que levou a bons resultados e ótima sinergia dentro de jogo. Para mim parece até uma piada alguém dizer que eu era bom antigamente, muitas pessoas queriam vir para a IG. Exceto pelo Duke, eu era o jogador mais experiente na época e era novo para mim dar suporte a um jogador na mid lane.

Enfim, sou muito agradecido a todos os jogadores com quem dividi o palco e grandes eventos.

Você está ansioso para reencontrar alguma equipe do MSI?

Bom, se você olhar para os jogos passados, você vai ver que G2  e SKT não jogaram com seus picks normais, eles até tentavam muito com coisas novas, então dificilmente eu consegui ver tudo que eles podem fazer, temos que estar preparados para o jogo normal deles.

Então eu quero muito enfrentar a G2 e a SKT de novo, com eles utilizando seus picks confortáveis para nos prepararmos melhor, além de que me deixaria muito feliz vencê-los em sua zona de conforto.

A vitória da Invictus Gaming em cima da SKT T1 foi histórica. Nunca um time venceu tão rápido uma partida em palco internacional antes.

A IG agora luta para manter a liderança na Fase de Grupos. Neste domingo (12), os chineses voltam ao palco para enfrentar a Flash Wolves e a Phong Vu Buffalo, às 5h e às 9h (de Brasília) respectivamente.