Nos últimos anos o uso de reservas se tornou algo muito comum entre as equipes de LoL do mundo todo. A troca de jogadores ajuda a manter a versatilidade da equipe, seja em composições, estilo de jogo, pool de campeões e até mesmo para eventuais emergências. Em contrapartida, o Mundial , maior torneio de LoL do ano, só permitia a inscrição de um jogador reserva por time.

Por regras do torneio, apenas um jogador poderia ser inscrito na posição de reserva e outro como emergencial, ou seja, só jogaria no caso de algum tipo de imprevisto que estivesse dentro das regras da organização. Isso acabava sendo bem problemático para muitas organizações que já apostavam em line-ups com até 10 jogadores em suas ligas regionais.

A SKT T1 em 2017, por exemplo, possuía dois top laners (Huni e Untara) e dois junglers (Peanut e Blank) que revezavam as posições com frequência durante as séries. No mundial daquele ano, a equipe teve que escolher apenas um para ir para a competição, e optou por Huni. A Cloud9 passou pela mesma situação em 2019, onde Blaber e Svenskeren compartilhavam a posição de junglers e Jensen e Goldenglue dividiam a rota do meio. A equipe se classificou para o mundial e teve que escolher um para ser o reserva oficial. Na ocasião, os norte-americanos escolheram Blaber.

A SKT possuía uma line-up de 10 jogadores em 2017, mas apenas dois revesavam as posições com os titulares regularmente. Foto: Inven

De acordo com o site Inven Global, as regras do Mundial deste ano vão mudar e agora cada equipe poderá levar dois reservas ativos. Com a mudança, o torneio passa de 144 para 168 jogadores participantes. A empresa comentou que o livro de regras para o Mundial 2019 será disponibilizado no dia 23 de setembro, mesma data que ocorrerá o sorteio dos grupos da competição.

Veja também: Veja quais são os possíveis grupos do Flamengo no Mundial 2019