- Publicidade -

A LCL anunciou um novo formato para o campeonato em 2020 e também a lista de equipes participantes. A Vaevictis, primeira organização no mundo a competir em uma liga Tier 1 com um time inteiramente composto por mulheres, foi removida do torneio e deu espaço para a CrowCrowd, cujo ex-jogador Likkrit é um dos proprietários.

A Vaevicts foi alvo de discussões polêmicas na comunidade de League of Legends. Por um lado, muitos achavam legal a atitude da organização em colocar um time com cinco mulheres, pois assim promovia a representatividade feminina no torneio. Por outro, havia quem reclamava que o nível delas era bem abaixo quando comparado ao restante do torneio e que isso acabava sendo pior ainda à “causa” no fim das contas. Desde que a line-up feminina foi contratada, a equipe não conseguiu vencer nenhum jogo na LCL, acumulando 28 derrotas em sequência.

A organização da LCL entendeu que o nível da Vaevicts estava muito longe do restante dos times e que isso era “inaceitável” para a competitividade da liga. Eles estão impedidos de participar da temporada 2020, mas podem jogar a Open Cup e tentar se classificar para o próximo ano da competição.

A CrowCrowd será o time que irá substituí-los no torneio russo. Esse nome pode ser novo para muitos, mas é um time que disputava a segunda divisão do torneio, inclusive tendo disputado a série de promoção no último ano, para tentar uma vaga na elite da região. O ex-jogador profissional Likkrit, que fez parte da line-up histórica da Albux Nox Luna, se tornou proprietário deste time em abril de 2019.

A LCL 2020 contará com as seguintes equipes:

  • CrowCrowd
  • Dragon Army
  • Elements Pro Gaming
  • Gambit Esports
  • M19
  • ROX
  • Unicorns of Love
  • Vega Squadron

A competição começará no dia 22 de fevereiro. Você pode acompanhar os jogos da liga russa na Twitch ou Youtube.

Veja também: Bardo “on hit” é a nova escolha dos suportes e Djoko explica a build