- Publicidade -

A paiN Gaming mais uma vez encerrou o fim de semana de CBLoL com uma vitória e uma derrota. Mesmo tendo encerrado o tabu do sábado, a equipe de brTT e companhia voltou a perder para o Flamengo, no domingo (1).

Em coletiva de imprensa, Dionrray avaliou o desempenho da paiN no primeiro turno da competição, encerrado neste sábado (29) contra a FURIA, os possíveis motivos para nova derrota para o Rubro-negro, além do Suporte Key, que falou novamente da comunicação da equipe.

“Com certeza não estamos felizes com o que estamos mostrando. É bem ruim também começar o segundo turno com derrota. Temos senso de que o planejamento é a longo prazo, nosso foco é a construção e evolução do time para chegarmos bem lá na frente, mas ao mesmo tempo os resultados precisam vir. Estamos 1-1 em todas as semanas, não é negativo, mas está bem longe do que se espera da paiN e da nossa equipe, com os jogadores que temos”, afirma o treinador.

O CBLoL esteve paralisado por duas semanas, por conta das chuvas que atingiram a cidade de São Paulo no início do mês, além da pausa já prevista para o Carnaval. Quanto a isso, Dionrray afirma que o tempo a mais fora do planejado não mudou a rotina da paiN.

“A pausa foi positiva para nós, tivemos tempo para trabalhar com calma para aperfeiçoar os pontos positivos, trabalhar bastante sobre os pontos negativos. Em treino, deu para ver uma boa evolução da equipe, seja em conjunto, seja individualmente, principalmente. Nossa rotina se manteve normal, treinamos normalmente e tiramos somente um fim de semana de folga. Todos se mantiveram focados, foi bacana ver a união do grupo, todos encarando essa pausa como um caminho para evoluirmos ainda mais.”

Os jogadores sul-coreanos da paiN, o caçador Seonghwam e o suporte Key, iniciaram aulas de inglês há cerca de três semanas. O parceiro de brTT na Rota Inferior foi perguntado se, neste tempo, eles já puderam aprender algo que pôde ser utilizado dentro do jogo. Key afirma que não mudou muita coisa e que a comunicação é o menor dos problemas da equipe.

Key descarta comunicação como maior problema da paiN (Foto: Riot Games)

“Nosso problema está dentro do jogo mesmo. As aulas de inglês não influenciaram e não vão influenciar em nada, por enquanto[…] [contra o Flamengo] O problema foram erros individuais, de time. A comunicação está cada vez melhor e ela não foi um problema em si.”

Por fim, o suporte foi questionado se brTT conversou com ele sobre Luci, o adversário com quem o atirador teve grande experiência pelo um ano juntos no rubro-negro.

“Ele me falou sobre a champion pool dele e estilo de jogo, mas nossos coaches também sabem bastante, então eles me passaram bastante coisa sobre ele”, declarou Key.

A paiN se encontra em 5º lugar na tabela da Fase Regular, com quatro vitórias e quatro derrotas.

Você confere a cobertura completa do CBLoL no Mais Esports.

Veja também: Djoko explica Bot Lane do Flamengo com Kalista e Volibear