O Flamengo terminou, mais uma vez, a Fase de Pontos do CBLoL na liderança, mas neste 2º Split de 2019, a vida foi um pouco mais complicada para o Rubro-negro. Isso porque a equipe acumulou cinco derrotas e ficou à frente da KaBuM somente nos critérios de desempate.

Em entrevista exclusiva ao Mais Esports, o AD Carry Felipe “brTT” Gonçalves comentou sobre o disputado split com os Ninjas, amadurecimento da equipe em comparação ao split passado e a recente brincadeira de várias versões dele mesmo no Twitter.

Primeiro, como está sendo ver vários “brTTs” surgindo no seu Twitter? Como foi esse “ttverso”?

Sinceramente não sei de onde veio isso, eu sei que começou com “usTT” que é americano, mas o pessoal está engajando tanto nisso que eu não estou entendendo, tô vendo até krTT, do código, tudo que você pode imaginar, e está sendo sensacional isso. De certa forma, é um jeito da galera se aproximar um pouco de mim, interagir comigo, porque eu sempre dou RT, estou sempre interagindo, está bem legal.

Acho que todo mundo está achando legal, todos estão dando risada. É algo muito criativo, não sei se já existia isso mas eu estou rindo muito.

Falando de CBLoL, vocês terminaram o split em primeiro de novo, mas dessa vez vocês tiveram algumas derrotas. Você acredita que isso foi bom para o Flamengo? Errar mais na hora que pode errar?

Acho que sim, acho que mostrava também o quão fraco estava o nosso cenário também, porque nós simplesmente fazíamos uma coisa e ganhamos de todo mundo sem dificuldade, pelo menos na Fase de Pontos e isso fez com que a gente não melhorasse outros pontos que tínhamos que melhorar muito, e esse split alguns times demonstraram muita melhora. O time da KaBuM veio muito forte, nos forçou a melhorar muito.

Foi bom sim, termos perdido alguns jogos, e mesmo assim mantemos o primeiro lugar.

O Robo falou que sente um amadurecimento do time neste split, psicologicamente. Até citou que o Shrimp e o Goku evoluíram muito. Você vê isso mesmo, o time está mais maduro?

Com certeza. Nós tínhamos algumas dificuldades de trabalhar, principalmente com Goku e Shrimp, era muito difícil lidar com eles em questão de erros, apontar os erros e eles aceitarem. Mas hoje em dia, o Shrimp principalmente, parece outra pessoa. é muito comunicativo, tentando sempre melhorar em todo treino, tentando sempre observar onde ele errou e escutando bastante o time também. Com certeza o time está mais amadurecido.

Falando no seu papel como líder, o que você acha que precisa fazer para evitar repetir o que aconteceu no split passado? Qual sua responsabilidade?

Acho que o principal é manter todos os jogadores no mesmo foco, na mesma página, durante essas semanas de treinamento, porque quando chega no dia não tem muito mais o que fazer. Se você não teve um treino bem feito, uma preparação boa, diferente da nossa última final, que nossa preparação não foi das melhores. Vamos focar o máximo nesses playoffs, nessas duas semanas para a semifinal, e dar nosso 200% porque está na hora de sair esse título.

brTT foi um dos líderes do Flamengo durante a Fase de Pontos do CBLoL (Foto: Riot Games)

O Flamengo tem tentando jogar de outras maneiras, Robo jogando de Camille muito bem também, e você também jogou com campeões menos carries que são sua característica. Você aceitar jogar com campeões assim demonstra sua confiança nesse time, nesses quatro jogadores?

Vou te falar que no começo estava um pouco mais difícil. Às vezes a gente jogava… Não só eu como o Luci, estávamos acostumados a pegar bot lanes fortes, stompar e ganhar o jogo, aí começamos a pegar algumas bot lanes safes, só para farmar, e a parte de cima não ia muito bem e ficávamos frustrados. Mas, hoje em dia, o time já está muito melhor, entrosamento da parte de cima do mapa e o meio está muito melhor, e isso aumenta minha confiança e do Luci a jogar com esses campeões que não precisam de tanto recurso, então diria que estamos muito mais confiantes para utilizar os estilos diferentes.

Durante essa Fase de Pontos, tivemos um outro time batendo de frente com o Flamengo, que foi a KaBuM. Você acredita que isso fez e faz o Fla ficar mais de olho aberto? Que foi bom ter um adversário batendo de frente o campeonato inteiro?

Como eu falei antes, tendo a KaBuM, nossas derrotas… Fez com que a gente se esforçasse mais, se dedicasse mais. Mal ou bem, no split passado não tem como evitar aquele ar de superioridade porque estávamos 20-1, era muito difícil ganhar de nós e isso pode dar uma desleixada no treino, na semana, etc. Mas quando sabemos que tem um time no nosso pé, e não damos nosso melhor, nós iremos sair com a derrota, então acho que esse está sendo um diferencial sim.

O Flamengo enfrenta a Uppercut no próximo sábado (24), às 13h. O vencedor vai para a Grande Final do CBLoL, na Arena Jeunesse, no Rio de Janeiro. O outro finalista sai de KaBuM x INTZ, disputado no dia seguinte, no mesmo horário.

Artigo anteriorCS:GO: HEN1 é movido para o banco da Luminosity
Próximo artigoCS:GO: WESA está analisando alegações sobre a NiP
Wow, você chegou até aqui? Isso significa que a matéria ficou legalzinha pra ler até o fim (Ou era sobre seu jogo favorito/time do coração, e tudo bem também) Eu sou Vitor Ventura, sou jornalista formado pela Universidade Mackenzie e trabalho com Esports desde 2016. Eu jogo League since 2015, e outros joguinhos também. Tenho duas tatuagens no braço direito, uma do Zelda e outra do Final Fantasy VIII. Fã de JRPG, jogo desde os meus 3 anos de idade e gosto de dizer que trabalho com meu sonho: Escrevo, falo sobre e viajo por conta de "joguinho"!