O jogador Alanderson “4Lan” Meirelles foi expulso da Team oNe após ser acusado de assediar duas mulheres durante uma festa, na madrugada em São Paulo. A organização anunciou sua decisão na tarde desta segunda-feira (14).

Segundo informou o e-sportv, o jogador teria sido acusado de assediar duas mulheres na casa do AD Carry do Flamengo, Felipe “brTT” Gonçalves, que o retirou do local logo após o ocorrido.

A sanção ocorre após mais uma polêmica envolvendo 4Lan, que em maio, também foi acusado de ofender e “partir pra cima” da streamer Gabruxona, durante um show em São Paulo.

Em comunicado, a Team One declara que o novo episódio “atinge negativamente não só a organização, mas seus colaboradores e parceiros”, e por isso, o jogador está desligado da equipe. Ainda segundo o comunicado, a organização afirma acreditar que “casos como esses devem ser levados ao conhecimento das autoridades competentes, para que os responsáveis sejam devidamente responsabilizados.”

4Lan tinha contrato com a TOne até 2021, mas agora ele se encontra Free Agent.

Pronunciamento do CEO, Kakavel, na íntegra:

“Como gestor gostaria de deixar claro meu posicionamento. Qualquer decisão polêmica não pode ser tomada apenas pelo clamor público, é preciso de provas, averiguação, testemunhas, etc. Existem processos a serem cumpridos e situações a serem respeitadas.

Há alguns meses veio a tona outro caso envolvendo o 4lan, e a realidade do caso é que era um homem e uma mulher que já ficaram, e se desentenderam. Dois ex ficantes ao se encontrarem na balada que se desentenderam numa conversa verbal acalorada. E isso foi comprovado por pessoas que estavam com ele e pessoas que estavam com ela e tomamos as medidas devidas internamente.

Hoje veio a tona um caso diferente, em que as pessoas que estavam no local, afirmam que houve um assédio. Eu ouvi do jogador que isso não aconteceu e recomendei ele a procurar seus direitos, porém cabe a mim como gestor cumprir com o que já havia informado a ele e a todos os outros membros da equipe: caso haja qualquer envolvimento com polêmicas injustificadas e não alinhadas aos princípios da empresa, tomaremos as atitudes devidas para proteger a Team One e contribuir com o cenário.

O primeiro caso foi comprovadamente um desentendimento entre duas pessoas que já tinham uma relação. Desta vez, vimos uma situação bem mais grave e uma acusação seria. Quando o Rakin me procurou, ouviu de mim o que falaria para qualquer pessoa: se ele fez, tem que pagar. Poderia ser meu pai, meu irmão, meu filho ou até mesmo eu. Assédio é crime e deve ser punido como tal. E devemos encorajar as pessoas envolvidas nisso a, cada vez mais, denunciar.

Qualquer tipo de assédio deve ser averiguado por entidades competentes, então você que se sente agredido, não fique nas redes sociais, fofocas, ou com medo se escondendo, você não é o culpado, DENUNCIE, isso é grave e deve ser tratado como tal.”