O jogador russo Cyril “Likkrit” Malofeev foi banido por 6 meses pela Riot Games após ter falado sobre uma diversidade de problemas que acontecem nos bastidores do competitivo russo de League of Legends.

Likkrit ficou famoso mundialmente na campanha da Albus Nox Luna no Mundial de 2016 quando a equipe do Wildcard alcançou as quartas de final da competição.

Likkrit durante o IWCQ no Brasil – Foto: Riot Games

De acordo com a publicação da Riot Games, Likkrit foi banido por ter “insultado a comunidade de jogadores de League of Legends da CEI” e feito comentários que prejudicariam a reputação da Riot Games como empresa, se tornando uma ameaça para imagem do League of Legends na Rússia.

As palavras de Likkrit haviam sido traduzidas para o inglês e publicadas no sub fórum do Reddit. O jogador comentou sobre várias questões dos bastidores doo cenário russo.

De acordo com o suporte, League of Legends nunca foi um jogo lucrativo na Rússia. Ele também revelou que seu antigo time, Albus Nox Luna sempre trapaceou com seus funcionários quando o assunto era dinheiro. “Eu não recebi meus três meses de salário da época que eu joguei lá,” ele comentou.

O jogador também comentou que o League of Legends não é algo rentável para os jogadores. “É um jogo muito caro, por exemplo, a o time da Virtus.Pro do ano passado custou tanto quanto, sei lá, 3 times nos dias de hoje. O LOL está praticamente morto aqui. Os times não conseguem preencher as expectativas dos fãs.”

Logo depois, Likkrit falou sobre números e comentou que hoje em dia não é tão ruim igual há 1 ano e meio atrás quando os jogadores recebiam cerca de 250 dólares, porém, os salários ainda são bem ruins. “Eu estou tranquilo, pois sou um jogador famoso, mas fico triste pelos outros. O maior problema é com os novos jogadores,” desabafou.