- Publicidade -

A Red Canids Corinthians estreou no CBLoL 2018 com vitória pra cima da ProGaming neste domingo (21). Apesar de ter um primeiro jogo quase perfeito, a matilha viu a série ser empatada e um terceiro jogo bastante disputado por ambas as partes. O jogo marcou também a estreia dos coreanos Winged e Sky pela Red.

Em entrevista ao Mais e-Sports, o top laner Pedro “LEP” Marcari, comentou sobre a experiência de trabalhar com seus companheiros coreanos e sobre a ajuda que está recebendo dos mesmos em algumas coisas “básicas” do jogo.

Trabalhar com eles está sendo uma experiência fantástica pra mim porque eu só trabalhei praticamente com as mesmas pessoas a minha carreira inteira, ainda mais com essa experiência internacional no nível da Coreia, jogadores da LCK, então eles ainda tem muito o que me ensinar, acredito que estou aprendendo bastante e ainda tem muitos conceitos que eu estou fixando que para eles é coisa básica.”

Foto: Riot Games

O jogador também comentou sobre como está sendo a comunicação entre o time, já que os coreanos ainda não falam inglês fluentemente: “A comunicação não chega a ser um empecilho mas acredito que se a gente melhorar a comunicação o nosso jogo consegue ficar melhor ainda, mas não é questão de ser um problema, só tem algumas informações que talvez a gente não consiga deixar mais claras. O problema é que eles ainda não tem um inglês perfeito, mas eles já começaram a fazer aulas de inglês, então acredito que com o tempo isso vá melhorando e vai acabar dando certo no final.”

O trio Minerva, Lep e Tinowns estavam jogando juntos desde a KaBuM em 2014. Os três foram pra CNB em 2016, onde jogaram até o final do segundo split de 2017 e ai se separaram, com Lep indo para a Red Canids Corinthians, Tinowns para a paiN Gaming e Minerva para a ProGaming. No jogo deste domingo, foi a primeira vez que Lep enfrentou Minerva depois dessa separação.

Jogar contra o Minerva foi bem chato na minha opinião porque eu gosto bastante dele, gosto muito de outros amigos também, então apesar de ser a minha profissão eu não deixar um cara que gosto muito triste, mas isso é coisa do jogo então não não tem muito o que fazer. Mas sempre rola aquela zoeira, no meio do jogo ele tava me zuando e eu fiquei zuando ele, mas no final quando você vê o cara triste é um pouco chato.”

Ao ser questionado sobre como seria o jogo contra Tinowns, o jogador ressaltou o mesmo sentimento de jogar contra o Minerva, porém diferenciou a relação que tem com cada um deles.

“Jogar contra o Tin também vai ser a mesma coisa de jogar contra o Minerva, mas acredito que o Minerva é o mais zoeiro entre eu e ele, com o Tin a gente se respeita mais, mas acredito que vai ser legal pra gente ver quem é o melhor do trio KaBuM”

Lep também comentou sobre a derrota do segundo jogo para a PRG, já que eles tinham acabado de fazer um jogo quase perfeito na primeira partida da série.

“A gente acabou dando uma relaxada, como ganhamos o primeiro jogo tecnicamente fácil, então acabamos entrando um pouco de salto alto, pensando que tudo que a gente fizesse ia dar certo e acabou que a gente fez algumas fights erradas, teve erros mecânicos da minha parte principalmente no gank que tomei no começo, também acredito que o pick e ban poderia ter sido um pouco melhor, não sei se o Gangplank foi a melhor escolha poque tínhamos pensado em outro pick mas foi bom porque no terceiro jogo a gente deu uma acalmada e entramos bem focados, conseguindo sair com a vitória.”

O jogador foi questionado sobre como foi jogar ao lado do Winged depois do episódio de 2014, onde a KaBuM venceu a Keyd Stars na semifinal da Regional Brasileira. Na época, a Keyd Stars contava com dois coreanos no time, sendo eles Suno e o próprio Winged, que hoje atua do lado de Lep na Red Canids Corinthians. Naquele ano, ao vencer a semifinal por 2-0, o jogador ainda disse a frase “Coreano não é Deus“, que ficou eternizada na cabeça dos fãs brasileiros.

“É meio contraditório (risos) porque eu tinha falado antes que coreano não era Deus, mas agora eu to aprendendo bastante com ele (Winged), é um jogador fantástico e também um cara muito calmo e experiente, então está sendo muito bom jogar com ele.

Pra fechar não podíamos deixar a dúvida de todos no ar, então perguntamos para o jogador: Coreano agora é Deus?

“Eu ainda não sei se é Deus (risos), eu não acho que eles são imbatíveis, mas o jeito que eles são e como pensam sobre o jogo ainda está um passo a frente das outras pessoas, mas não acredito que são imbatíveis e acho que eles mesmos sabem disso, que eles precisam trabalhar duro para ganhar o CBLoL, então não, coreano ainda não é Deus.

A próxima partida da Red Canids Corinthians é no dia 27 de janeiro contra a CNB. Você pode conferir a cobertura completa do CBLoL aqui no Mais e-Sports.