A RED Canids acabou sendo derrotada pela INTZ na última rodada do CBLoL 2018 e assim amarga a lanterna da competição, com apenas duas vitórias. A matilha pode ser rebaixada para o Circuito Desafiante antes mesmo de jogar no domingo (5) contra o Flamengo. Em entrevista ao Mais e-Sports, Pedro “LEP” Luiz, top laner da equipe, falou sobre a situação da matilha na competição, problemas dentro da equipe entre outra coisas.

A RED Canids conseguiu ter uma boa campanha no primeiro Split mas acabou caindo nas semifinal da competição. A equipe trouxe mudanças para o segundo Split, trazendo o sul-coreano Lee “Chaser” Sang-hyun para ocupar a posição de caçador e Caio “Loop” Almeida para ser suporte da matilha. Com as mudanças, a equipe era cotada como uma das mais fortes da competição e candidata direta ao título, mas seu desempenho durante o torneio acabou não vingando as expectativas externas.

Ainda com Winged e Cabu, a matilha acabou caindo na semifinal do CBLoL ao perder para a Keyd.             Foto: Riot Games

Apesar das mudanças, Lep comentou que não vê tanta pressão para que os times que foram bem em um Split repitam o feito, já que o campeonato sempre é bastante disputado. O jogador também falou um pouco do que levou a RED a estar em uma situação tão complicada na tabela.

“O CBLoL sempre foi bastante disputado então não quer dizer que se você foi bem no primeiro Split tem que ir bem no segundo também, então eu acho que o nosso maior problema foi no inicio do campeonato, perdemos para times que provavelmente hoje não perderíamos e isso nos penalizou bastante, mas isso é uma competição e não tem o que fazer, tem semanas em que o time está ruim e tem semanas que não está. Nós viemos de uma semana muito boa de treinos mas a INTZ foi superior aqui no palco, não conseguimos mostrar o nosso jogo.”

O jogador complementou comentando os erros dentro da equipe que acabaram fazendo com que eles não conseguissem um bom desempenho. “Eu, Sky e Sacy estávamos jogando com os novos jogadores de uma forma como se fosse a antiga line-up, e isso não tem como dar certo porque o Chaser e Winged são bem diferentes, o Cabu e o Loop são bem diferentes, então nós demoramos pra perceber que não era mais o mesmo time. Quando conseguimos entender isso juntamente com a troca de treinador conseguimos nos tornar realmente um grupo, Antes nós só éramos bons jogadores individualmente. Na semana contra a IDM nós fomos bem, na semana contra a Vivo Keyd também e acho que até contra a INTZ nós jogamos bem, mas acabamos pecando em algumas composições que deixava o nosso jogo bem difícil. Não estou querendo dizer que perdemos só por causa do Draft, mas acho que ele complicou um pouquinho durante a série”.

Foto: Riot Games

Agora na última semana da competição, a matilha tem como adversário o Flamengo, que vem embalado na competição e ocupa a vice-liderança. Apesar de a RED precisar da vitória para se manter no CBLoL, combinações de resultados no sábado podem fazer com que a equipe já esteja rebaixada antes mesmo de jogar sua partida. O top laner comentou sobre a situação da equipe e como será a preparação para a próxima semana.

“Nós não nos preocupamos com qual time que vamos enfrentar, não podemos nos dar a esse luxo, temos que dar o sangue independente de quem seja nosso adversário. Nós vamos trabalhar duro essa semana para conseguir sair dessa situação, não sei se ainda temos alguma chance de ir para a escalada mas só de não ficarmos em último já é uma coisa boa na situação em que estamos, infelizmente.”

Para finalizar, Lep comentou sobre a atuação de seu companheiro Sky e se a matilha tem algum tipo de dependência do sul-coreano. O mid laner conseguiu um bom desempenho no segundo jogo, mas no terceiro quando escolheu Fizz, acabou deixando a desejar. “Eu não acho que nós tenhamos alguma dependência do SKY e vemos isso nos treinos. Ele sempre vai bem mas tem jogos que eu, o Sacy, o Chaser ou até mesmo o Loop temos desempenhos muito bons e conseguimos mostrar que não somos um time de apenas um jogador, mas o Sky é um jogador muito bom e ele gosta de jogar com esses tipos de campeões, que consegue botar pressão junto com o caçador e pressionar as rotas laterais, é algo da personalidade dele. Então é mais uma escolha dele, não é questão de precisarmos de um carry são só escolhas que ele gosta mesmo”.

A RED Canids joga contra o Flamengo no dia 5 de agosto. Você pode acompanhar a cobertura completa do CBLoL 2018 aqui no Mais e-Sports.