Nessa terça-feira (18), a Team Wild anunciou o fim das suas atividades nos Esports de forma surpreendente. Contando com escalações no Player Unknown’s Battlegroung e no Counter-Strike: Global Offensive, da noite para o dia os jogadores encontraram-se sem organização para representar.

Sem as razões que levaram ao fim da organização esclarecidas, o Mais e-Sports conversou com o jogador Dener “KHTEX” Barchfield, quem foi pego de surpresa com a infeliz notícia na tarde dessa terça-feira.

“Nosso treinador avisou na noite anterior mas estou surpreso demais, não esperava por isso. Ainda estou sem acreditar, foi tudo muito rápido não parei ainda pra pensar no que está acontecendo com a gente” – afirmou o jogador de 22 anos.

Questionado sobre os motivos para o encerramento das atividades, KHTEX afirmou que não lhe passaram nenhuma informação. “Eu não estou sabendo de nada, eu sei o que todo mundo sabe”.

Campeão cinco vezes com a Team Wild em um período de aproximadamente cinco meses, KHTEX afirmou que times já entraram em contato com o jogador, porém nenhuma de fora do país.

“Algumas organizações do Brasil já mandaram mensagens para negociar, mas internacional ainda não teve nada, mas podem ter mandado para os outros jogadores.”

rifler já enfrentou dificuldades no cenário de CS:GO e afirma que ao lado dos seus companheiros de time “vamos dar a volta por cima e peço que os torcedores não desistam de nós”. 

A formação dos jogadores que defendiam a Team Wild é:

  • Vinicios “PKL” Coelho
  • Alef “tatazin” Pereira
  • Dener “KHTEX” Barchfield
  • Lucas “destiny” Bullo
  • Paulo “land1n” Felipe.

Procurada pelo Mais e-Sports, a organização não comentou sobre o caso até o momento da publicação da reportagem.