Um dos clássicos mais famosos do League of Legends brasileiro aconteceu neste sábado (15) pela sexta rodada do CBLOL.

Ambas as equipes buscam a classificação para os playoffs que está mais disputada do que nunca.

Syndra jogando de Kami

Enquanto a paiN trouxe picks de conforto para Kami, Tay e Mylon, a Keyd Stars trouxe um Revolta de Sejuani, um pick bastante inesperado.

A Keyd ganha pequenas vantagens no início do jogo após um belo gank de Revolta na top lane. A equipe também conseguiu levar duas torres na inversão enquanto a paiN levou apenas uma.

Foto: Riot Games

O Arauto utilizado pela paiN Gaming não garantiu nenhuma torre e Revolta ia garantindo vantagens no farm. Quando tivemos uma team fight na partida, foi a vez da paiN mostrar o que eles realmente são bons: lutar.

Kami brilhou e a paiN venceu a primeira luta por 2 abates a 1. A pequena vantagem para a paiN Gaming após a Team Fight motivou a equipe preto e vermelha a iniciar o Dragão Ancião, após eliminar Tay, a Keyd conquista o buff mas a luta fica no 3-3.

Com o buff nas mãos de dois carregadores, a Keyd vai para o Barão e garante o bônus:

Tentando pressionar a bot lane, Takeshi é pego por Kami que elimina o Corki facilmente com o combo de sua Syndra. O jogo fica morno durante alguns minutos. Sem o buff do Barão, a Keyd não conseguia colocar a pressão necessária.

Com 48 minutos de jogo, a paiN responde a tentativa de Barão da Keyd e conquista o Barão. O time de Kami não se conteve com o Buff! Partiu para cima do inibidor da bot lane e foi direto para o GG!

MVP do jogo: Kami

Deixaram o Capitão de Cassiopeia?

 

Desta vez tivemos alguns picks invertidos. Trundle e Jarvan IV para a Keyd Stars enquanto a paiN garantiu Thresh, Xayah e a Sejuani.

Na mid lane, Takeshi traz sua famosa Cassiopeia do Rift Rivals enquanto Kami preferiu o Viktor como o last pick do jogo.

Mais uma vez, a paiN vinha com uma composição ótima para team fights com a inicialização do Kled junto com a Sejuani e Viktor.

O jogo começa e Revolta novamente dá um show no jogo. O jungler da Keyd encaixa mais ganks e consegue ficar sempre com mais farm que Tay, assim como foi no primeiro jogo.

Foto: Riot Games

A vantagem era toda da Keyd, mas aos 28 minutos, Tay rouba o Dragão e a paiN ainda garante o abate em cima de Revolta. Como Schaeppi comentou, era tudo que a paiN queria: Um roubo, um abate e todos de pé.

A Keyd aumenta sua vantagem na partida. Aos 26 minutos, a paiN tenta um Barão no desespero. Mylon faz o engage em cima de Takeshi mas não consegue nada. O top laner da paiN morre e o Barão ficou para a Keyd.

3 minutos depois, a vantagem já era de 10 mil de ouro para as estrelas que partiam para cima da base da paiN Gaming.

A paiN buscava pickoffs no jogo. Após matar esA, o time da o engage mas a Keyd é quem brilha!