Conversamos com Gabriel “Kami” Bohm sobre o empate da paiN Gaming com a Keyd Stars nesta sexta rodada do CBLOL 2017.

“É sempre ruim empatar né? A gente já está consecutivamente empatando. É muito ruim pois a gente sabe que podíamos ter saído com o 2-0. Infelizmente não saímos e vamos ter uma última semana bem emocionante,” contou o mid laner.

A paiN teve um primeiro jogo demorado, mas controlado, contra a Keyd. Kami foi o MVP da partida com sua Syndra tendo uma ótima performance. Na segunda partida a história foi outra. A paiN sofreu muita pressão no início de jogo e a Keyd encerrou o jogo rapidamente.

Essa pressão do segundo jogo se iniciou desde o level 1 com a Cassiopeia de Murilo “Takeshi” Alves atrapalhando a vida do Viktor de Kami. O mid laner comenta: “Eu colocaria bastante responsabilidade em cima do Viktor. A gente tinha o lastpick do mid e eu escolhi o Viktor e acho que não foi a melhor escolha para a situação. Sofremos muita pressão no earlygame. Tem que chegar em casa e assistir porque tomamos tanta pressão. Talvez tenha sido só o pick do Viktor, talvez não.

Kami cita ter faltado a postura certa para a paiN Gaming para o segundo jogo: “A gente não estava com a postura certa que nós tínhamos no primeiro jogo. A gente estava só reagindo, reagindo e reagindo. Isso é ruim. Você não quer jogar dessa forma.”

Em entrevista anterior ao Mais e-Sports, Kami havia comentado que o earlygame era o ponto fraco da paiN Gaming. Após essa sexta rodada, o jogador acredita que a segunda partida foi um exemplo claro da paiN não conseguindo executar o earlygame. “Não podemos deixar que isso aconteça, a gente tem que mudar alguma coisa e ver o que faltou para não faltar na semana que vem.”

Na última semana, a paiN Gaming enfrentará a Team One. A bicampeã do CBLOL precisa dos 3 pontos na série enquanto seu adversário busca apenas 1 vitória durante as duas partidas.