A Vivo Keyd venceu a INTZ nesta sexta-feira (15) e assim permanece invicta no topo da tabela do CBLoL 2018. O Mais e-Sports conversou com Luan “Jockster” Cardoso, suporte da equipe, sobre a mudança repentina do meta, bootcamp na Coreia, adversários que podem surpreender e mais. Confira:

Pergunta: O que está acontecendo com a botlane para ocorrer tantas mudanças nos picks do meta?
Jockster: Sinceramente eu não entendi muito bem ainda, acho que as coisas estão acontecendo naturalmente. Quando mudou os itens dos ADCs os jogadores começaram a procurar outras alternativas, porque um ADC de crítico por exemplo não estava ficando forte muito rápido. Então começaram usar Kai’sa e Ezreal, depois perceberam que Yasuo estava muito forte e era counter desses dois dai começaram a jogar de Yasuo, depois perceberam que Irelia era counter de Yasuo, então essas descobertas foram acontecendo e hoje estamos jogando até com magos no bot, acho que é algo de counter pick mesmo, você testar e ver se é bom para aperfeiçoar. Eu não tenho um entendimento muito bom ainda porque não conseguimos jogar muito ainda, mas está uma ‘doidera’ (risos).

P: E como fica o papel do suporte agora?
J: Essas lanes de hoje é algo que facilita muito o jogo do suporte porque basicamente você quer puxar a wave de minions e isso dá liberdade para o suporte rodar o mapa, ajudar o jungler e o mid, então o papel de suporte hoje é é basicamente ser o único engage do time porque nessas novas composições temos muito campeões que não tem engage, o único que realmente está funcionando bem e tem algum tipo de engage é a Camille, então o papel do suporte é basicamente ter engage, ajudar puxar a wave e rodar o mapa para ajudar seu time.

P: Você prefere que o meta volte ao “normal” ou que continue como está?
J: Por mim tinha que voltar ao normal porque o timing desse meta foi meio infeliz, claro que não é culpa da Riot, eu acho que a mudança que eles fizeram nos ADCS foi justa mas tem muita coisa que eles já tinham feito antes que em conjunto e junto as mudanças nos ADCS, acabou mudando tudo de uma vez. Eu acho que o timing foi bem ruim principalmente porque estávamos perto de um campeonato tão importante pra gente como o CBLoL, agora com a escalada é muito importante a gente ganhar todos os jogos possíveis, então essa mudança foi algo que pra mim não precisava e poderia voltar ao normal logo porque influenciou de uma maneira muito ruim as partidas.

Contra a INTZ, Jockster jogou de Galio e Ornn.                                                                                       Foto: Riot Games

P: Quando vocês estavam na Coreia o patch estava diferente, então vocês não jogaram com essas escolhas diferentes lá. Você acha que isso pode ter prejudicado vocês no CBLoL?
J: Pra ser sincero eu acho que esse bootcamp ajudou muito a gente mesmo com essa mudança de patch. Na Coreia as filas ranqueadas tem um nível muito alto, então conseguimos aprender muita coisa, melhorar nossa mecânica muito mais do que eu acho que melhoraríamos aqui no brasil, tomadas de decisão entre outras coisas. Particularmente eu aprendi muito sobre o jogo de visão, onde ‘wardar’, quando ‘wardar’, quando voltar para pegar mais wards, então eu acho que se tivéssemos ficado aqui no Brasil não teríamos aprendido tanto quanto aprendemos lá.

P: Muitos estão colocando vocês como o time mais forte do CBLoL no momento. Para você, qual o time que mais pode “ameaçar” vocês na competição?
J: Pra mim era a INTZ, eles são um time muito bom e nós estávamos sempre prestando atenção neles. Eles ganharam da KaBuM semana passada jogando muito bem e com um draft muito bom, então eles eram o maior desafio pra gente mas felizmente conseguimos vencê-los. O próximo adversário que temos que ter cuidado é a CNB, eles estão conseguindo se adaptar muito bem ao patch e tem dois mid laners, então se precisarem botar algum mid na rota inferior pra jogar algum mago eles podem ter alguma vantagem, então acho que eles vão ser o maior desafio daqui pra frente.

A Vivo Keyd enfrentará a IDM no dia 24 de junho. Você pode conferir a cobertura completa do CBLoL aqui no Mais e-Sports.

Cobertura do CBLOL