Conversamos com Gabriel “Revolta” Henud após a vitória da Keyd Stars contra a T Show. No segundo jogo, a T Show quase conseguiu vencer a Keyd. Veja a entrevista em vídeo, ou se preferir, em texto logo abaixo:

Se inscreva no canal do Mais e-Sports e não percas as próximas entrevistas:

Revolta fala sobre a série caótica contra a T Show: “Cara, eu acredito que a gente tenha jogado bem abaixo do nosso nível. Não acho que a gente conseguiu ter treinos excelentes essa semana. Essa semana a gente veio meio desfocado até durante os treinos mesmo, ficou claro que a gente tem muita coisa para trabalhar, isso é algo que eu venho falando há bastante tempo. Mas eu acho que a gente está em uma melhora. Mostramos isso na semana passada, essa semana não cometemos os mesmos erros que cometemos nos treinos. A gente deu uma decaída mas a gente sabe que daqui pra frente a gente prcisa melhorar.”

O Mais e-Sports perguntou para Revolta se ele vê uma dependência da Keyd nele e em Felipe “Yang” Zhao, ele responde: “Jogadores como eu, o Zhao [Yang], brTT, Tockers, jogadores que tem um estilo de jogo muito impactante. Não é que o time deles tem uma dependência, é que quando eles jogam bem, o time vai muito bem pela personalidade mesmo. Puxar o jogo para você, ser impactante em todo mapa. Então acredito que não existe uma dependência, mas cada time tem uma fase clara que se um jogador jogar muito bem, o time vai ter uma performance muito boa.”

Para finalizar, o jungler falou sobre os times mais fortes do CBLOL: “Hoje eu acho que a INTZ é o melhor time com um bom ‘gap’ acima dos outros, eu acho que depois vem a Red e a ProGaming empatados ali e depois vem a gente. A gente tem um longo caminho até chegar ao topo mas acho que no momento esses são os 4 times mais fortes.