Mais uma vez o Brasil não terá representante no The International. A SG e-Sports bem que tentou, mas foi atropelada pelos peruanos da Infamous por 3 jogos a 0 na grande final da qualificatória sul-americana para a principal competição de Dota 2 no ano. Com a vitória, o time peruano crava seu lugar na história e será a primeira equipe a representar a América do Sul no The International.

Em uma série bastante unilateral, a Infamous praticamente não deixou a SG e-Sports jogar e com muita propriedade assegurou a vaga para o The International. O grande destaque do confronto foi o mid laner Enzo “Timado” Gianoli, que em toda as partidas foi fundamental para que os peruanos conseguissem abrir vantagem e controlar as partidas.

Confira um resumo dos três jogos da série entre Infamous e SG e-Sports:

Jogo 1

Bans
Infamous: Enigma, Luna, Lina, Ursa e Lycan
SG: Drow Ranger, Juggernaut, Batrider, Abbadon e Kunkka

Picks:
Infamous: Rubick, Razor, Legion Commander, Queen of Pain e Night Stalker
SG: Sand King, Crystal Maiden, Undying, Puck e Anti-Mage

Com um early game muito intenso, a Infamous comandou as ações da partida desde o início, principalmente por conta da atuação de Timado com sua Queen of Pain, que aos 21 minutos de jogo já tinha 9 abates, sem sofrer nenhuma morte. Além disso, o time peruano nesta altura da partida já tinha destruído todas as torres de fora da base da SG e-Sports, pressionando os brasileiros a ter cuidado redobrado ao sair de sua base e impedindo que o Anti-Mage de hFn tivesse espaço e tempo para crescer.

Aos 27 minutos de partida, a Infamous não só conseguiu abrir a base brasileira, como de uma só vez destruir todas as torres e barracas da SG, que nada pode fazer ao não ser assistir o atropelo peruano e chamar o GG. 1 a 0 Infamous na série.

Jogo 2

Bans
SG:
Drow Ranger, Sand King, Queen of Pain, Nyx Assassin e Earthshaker
Infamous: Enigma, Luna, Legion Commander, Lina e Terrorblade

Picks
SG:
Clockwerk, Crystal Maiden, Batrider, Shadow Fiend e Troll Warlord
Infamous: Rubick, Juggernaut, Night Stalker, Viper e Faceless Void

Na segunda partida da série, a SG mostrou o porque chegou na final dessa qualificatória. Diferente da primeira partida, o time brasileiro não deixou a Infamous abrir vantagem e endureceu o early game, chegando a ter vantagem em alguns momentos do começo do jogo.

No entanto, com o decorrer da partida, a Infamous passou a controlar o mapa e conseguir vantagem em praticamente todas as teamfights e com isso, foi destruindo as torres da equipe brasileira e aumentando a vantagem de ouro.

Aos 27 minutos de partida, a SG colocou tudo a perder. Depois de fazer o Roshan, 4dr e hFn não se entenderam e não pegaram o Aegis, deixando ele de graça para o Viper de Timado. Aproveitando disso, o time peruano conseguiu uma ótima teamfight e mais uma vez, destruiu todas as torres e barracas da SG de uma vez e venceu a segunda partida da série, 2 a 0 Infamous.

Jogo 3

Bans
Infamous: Enigma, Luna, Undying, Anti-Mage e Warlock
SG: Juggernaut, Rubick, Queen of Pain, Templar Assassin e Disruptor

Picks
Infamous: Clockwerk, Razor, Batrider, Viper e Lion
SG: Sand King, Lina, Nyx Assassin, Weaver e Ancient Apparition

Pela primeira vez na série, a SG conseguiu controlar as primeiras ações da partida e além de conseguir os primeiros abates, foi capaz de colocar duas torres da Infamous no chão sem perder nenhuma das suas. No entanto, os peruanos colocaram a cabeça no lugar e com uma sucessão de boas teamfights, conseguiram virar a partida no número de abates e tomaram a dianteira do jogo.

Foi aí que o time brasileiro acordou e depois de conseguir alguns pickoffs, a SG teve uma teamfight ao seu favor, onde abateu 4 adversários, perdendo apenas o seu suporte e assim assumiram a liderança da partida na vantagem de ouro, mas a superioridade brasileira durou pouco.

A Infamous aproveitou de mais uma grande atuação de Timado com seu Viper e passou a ter vantagem em todas as teamfights, revertendo a vantagem de patrimônio e proporcionando cada vez mais recursos para sua equipe. Aos 36 minutos de partida, os peruanos conseguiram levar a primeira T3 da SG, permitindo que os santuários brasileiros fossem quebrados e dando ainda mais vantagem de mapa para a equipe do Peru.

Aos 45 minutos de jogo, com mais um Aegis nas mãos, a Infamous conseguiu a teamfight que carimbou o passaporte para o The International. Com 4 abates para Timado, os peruanos forçaram diversos buybacks da SG e de quebra destruíram as torres e barracas do top e da mid lane. Depois disso, era questão de tempo para que a vitória viesse aos 48 minutos de partida.