- Publicidade -

Depois de uma final emocionante no último sábado (9), Corinthians e LOUD foram definidas como as representantes brasileiras no Mundial de Free Fire. O Timão, que chega no Mundial com o título nacional da Pro League, junto da LOUD, conversou com a imprensa após a competição.

Ambas equipes foram as xodós do público carioca durante a Pro League nacional. Cada kill, tanto para Corinthians quanto para a LOUD, fez com que as 4 mil e quatrocentas pessoas na arena enlouquecessem.

O Mundial, que será disputado no próximo sábado (16), também será realizado na Arena Carioca. Esse apoio do público é visto como um fator positivo, durante e antes das partidas, revelaram os jogadores do Corinthians e da LOUD.

“É muito bom porque a gente vê o tamanho do apoio dos fãs para nós [Corinthians] e para a LOUD também. Nos dá vontade de treinar cada vez mais para nos destacarmos”, disse Level Up.

“A torcida é uma coisa que move a gente em vários aspectos. Às vezes estamos mal e a torcida traz apoio para a gente e realmente isso aconteceu em várias partidas. Nós levantávamos e a torcida vinha com a gente. Só tenho a agradecer a todos. Tanto os fãs do Corinthians, quanto os da LOUD, é tudo a mesma comunidade”.

As equipes brasileiras chegam na competição com grande potencial de levar o título internacional. Questionadas qual será o adversário mais difícil no Mundial, ambas responderam o mesmo: “O outro time brasileiro”.

“O time sentado aqui do meu lado, o Corinthians, será nosso grande rival no próximo sábado. Eles jogam muito. Vejo o time do Corinthians dando muito trabalho e creio que essa taça não sai do Brasil”.

O Mundial contará com 12 equipes de todo o mundo. Elas se enfrentarão em oito quedas, nos mapas Bermuda e Purgatório. A equipe no topo da tabela no fim das oito rodadas será a grande campeã.