Fortnite virou uma febre mundial desde o ano passado, onde quebrou recordes de jogadores e viewers na twitch. Porém o Príncipe da Inglaterra não está feliz com todo esse sucesso. Em um evento de caridade para jovens com dificuldades sociais, realizado em Londres nesta última quarta-feira (3), Harry demonstrou descontentamento com o game.

“Um jogo como Fortnite pode não ser tão bom para as crianças. É como se você estivesse esperando o dano ser causado, as crianças não saindo de seus quartos e a família se ruindo. Fortnite não deve ser liberado”.

“Qual é o benefício de se ter um jogo desses em sua casa?  Foi feito pra viciar. Um vício para mantê-lo na frente de um computador pelo maior tempo possível. É muito irresponsável”, continuou o príncipe.

Além do battle royale, Henrique Carlos criticou as redes sociais. “É mais viciante que drogas e álcool. Além de ser mais perigoso porque é legalizado”.

O Príncipe Harry é o sexto na linhagem de sucessão para o trono, e não possui autonomia para mexer na constituição do Reino Unido.