O Mais e-Sports teve a oportunidade de conversar com Gabriel “FalleN” Toledo, jogador da SK Gaming de CS:GO. O time de FalleN acabou caindo na semifinal da ESL One BH para a mousesports. Confira toda a entrevista:

Você pode apostar nos jogos da ESL ONE BH através da Betway 

Fallen conta que o desempenho da SK poderia ter sido melhor. O jogador também comentou que por mais que a mousesports estivesse com um complete (um jogador completando apenas para este campeonato), eles tem um time muito forte. Ele explica: “A gente poderia ter vencido esta partida. O sentimento é que deixamos pecar em alguns aspectos dentro do jogo e custou a derrota. Ficamos muito tristes porque é campeonato muito importante para a gente pois é junto da nossa torcida. Mas faz parte do esporte, quem quer ganhar tem que estar pronto para perder”.

O Verdadeiro também falou sobre a torcida: “Apoio da torcida é sensacional. Jogar aqui no Brasil é uma sensação única e diferente de qualquer lugar do mundo. A galera quando está ao nosso favor dá um boost incrível na confiança. É sensacional cara. Para nós jogadores, é a melhor sensação possível.”

Foto: Felipe Guerra (instagram.com/guerraesports)

Ele também conta que os jogadores de fora do Brasil ficam sempre assustados com a torcida brasileira. “Aqueles que tiveram o apoio da torcida foram felizardos, pois é uma sensação única,” completou.

Perguntamos para o jogador sobre a entrada de Stewie2k no time. Ele explica: “Ele é um jogador sensacional, ele joga bem com todas as armas. Ele também fazia um pouco a função que o Taco fazia no passado, essa função mais de entry killer (principalmente no lado terrorista). Ele tem uma função muito boa também de CT, jogando os bombs solo, ele é muito efetivo fazendo isso, jogador muito versátil. Essa opção nossa de jogar com um gringo afetou a comunicação do time. Para ser bem sincero, a princípio a gente achou que iríamos conseguir lidar de uma maneira super fácil mas se mostrou um pouco mais complicado que imaginávamos. Por isso nos primeiros campeonatos a gente sofreu bastante. Mas hoje em dia eu já vejo que a comunicação do time está bem melhor, a gente tem sofrido muito pouco com isso, cada vez mais acostumando a se comunicar e pensar rápido, nos momentos de stress e nervosismo. Então, este fator comunicação está cada vez importando menos para nós, o time está se habituando bem. Então é uma questão de tempo para todo mundo conseguir render um pouco mais, com todos se comunicando em inglês.

Quando questionado sobre os resultados da SK, FalleN respondeu: “São muitos fatores que influenciam uma vitória no campeonato. Você tem que ter constância, bastante versatilidade na maneira em que você vai jogar e tem que ter um mapa pool completo para jogar com várias equipes. Então, não tem como atribuir o nosso recente “mal desempenho”, e quando falo mal desempenho é porque não estamos vencendo campeonatos, chegamos em dois “top 4″ agora recentemente, um top 4 e um top 8. Não são resultados ruins mas não são vitoriosos, então, não dá para atribuir isso à um jogador. São vários fatores que influenciam isso ai.”

Perguntamos ao jogador se alguma troca pode acontecer com a line-up. Fallen explica que trocas podem sempre acontecer mas o time não tem em mente em mudar nenhum jogador. “Nunca se sabe né? Por enquanto  equipe está muito bem, a equipe está focada. Sabemos o desafio que é para todos tentar vencer desta maneira, falando inglês. Estamos todos entregues à este projeto. Mas nunca se sabe quando as coisas podem mudar ou não. No momento não estamos pensando em nenhuma troca.”

Para finalizar, ele comenta novamente sobre a torcida calorosa de BH: “O jeito que a torcida nos acolhe aqui faz parte de um dos melhores momentos da minha carreira. A pesar de não termos vencido o campeonato, para mim foi muito rejuvenescedor, vamos dizer assim. Este calor da galera, este empurrão que eles nos dão para frente, até mesmo emocional e motivacional. Acho que isso vai me ajudar a continuar firme, treinando mais e mais para trazer títulos para a galera no futuro.”