Já é comum ver a presença do exército americano em alguns esportes, como no basquete, em alguns torneios de luta livre, natação, etc. Mas em nova estratégia para atrair a atenção de jovens americanos no alistamento, o exército agora coloca em prática uma iniciativa para ter um time de eSports, onde o principal foco é o Fortnite.

Divulgado pelo Sargento de equipe do exército americano, SSG Meaux, fez o anúncio via Reddit dizendo que: “Nós estamos atualmente no processo de criar dois times competitivos, um Army eSports Team e um Army Functional Fitness Team. Ambos serão parte da brigada de marketing e engajamento do exército, situado em Fort Knox, no Kentucky.”.

Caso a pessoa entre no time de eSports do exército, ela não apenas servirá seu país mas também será considerado como um emprego. Meaux continuou dizendo que “Soldados em ambos os times irão viajar e competir em eventos internacionais pelo exército. Os membros do time receberão o mesmo pagamento e benefícios que outros soldados que estejam na mesma patente.”.

O alistamento para ambos os times já podem ser feitos, mas a iniciativa ainda está sendo trabalhada para não ser apenas um time de Fortnite, SSG Meaux afirma que a ideia é estudar jogos difíceis e capacitar jogadores com maior classificação para o exército.

Levando em consideração um estudo feito pela Universidade de Rochester (NY), foi obtido por meio de um teste onde dezenas de pessoas (não gamers) passaram algumas semanas jogando, uma parte jogos de tiro, a outra jogos casuais. No resultado final deu que os reflexos da maioria dos que jogaram jogos de tiro melhorou em 25%.

Com isso, em um futuro não tão distante poderemos ver um time do exército americano competindo em ligas já conhecidas como a LCS NA (LoL), alguns Skirmishs (Fortnite) e quem sabe um time de CS:GO. A ideia de melhorar os reflexos de seus soldados e ainda competir internacionalmente é, no mínimo, interessante.