A partir de quarta-feira (13), o Mineirinho, localizado em Belo Horizonte, será palco de mais um campeonato mundial de Counter-Strike: Global Offensive. A ESL One Belo Horizonte é o segundo evento internacional do jogo realizado no Brasil e promete agitar a capital mineira. O campeonato, que se estende até o próximo domingo (17), conta com a presença de oito equipes e distribui ao todo 200 mil dólares.

Aqui no Mais e-Sports você não perde nada. Nossa equipe estará presente em Belo Horizonte para fazer a cobertura de todo o evento. Confira uma prévia do campeonato:

Times e grupos

SK Gaming: A equipe brasileira é uma das favoritas a ficar com o título da ESL One Belo Horizonte. Após a última troca na line-up, na qual Epitácio “TACO” Filho deu lugar a Jacky “Stewie2K” Yip, a equipe brasileira demorou, mas começou a engrenar. Empolgados com o título da Moche XL Esports, conquistado no último final de semana, os brasileiros entram forte na competição.

FaZe: Recheada de estrelas europeias, a FaZe também chega a Belo Horizonte como um dos times favoritos a levantar a taça. Sem poder contar com Olof “olofmeister” Kajbjer mais uma vez e com a terceira colocação conquistada na ECS Season 5 no último final de semana, o time comandado por Nikola “NiKo” Kovač entra na competição com sede de vitória.

Liquid: A equipe norte-americana é mais uma que entra na briga pelo título. Após a adição de TACO na line-up, a Liquid cresceu de produção e, com propriedade, ficou com o vice-campeonato nas duas últimas competições que disputou. A identificação com o Brasil é um fator importante para dar empolgação ao time.

Mousesports: Com sua line-up completa, a Mousesports seria mais um forte candidato a conquistar a ESL One Belo Horizonte. Entretanto, a equipe europeia não conta com Tomáš “oskar” Šťastný, que passa por problemas pessoais. O substituto do tcheco será Jordan “n0thing” Gilbert, que está aposentando há algum tempo. A falta de ritmo de jogo e de entrosamento com o time podem deixar as partidas da equipe mais complicadas.

Space Soldiers: A equipe turca entra no campeonato motivada com a conquista da DreamHack Open Austin 2018. Porém, a Space Soldiers está um passo atrás das principais equipes do mundo, o que compromete sua caminhada rumo ao título.

Não Tem Como: A equipe brasileira, reformulada há pouco tempo, não entra na competição como uma das favoritas. Apesar do talento indiscutível de seus jogadores e mesmo tendo feito um breve bootcamp na Alemanha, o tempo em que o time ficou afastado do cenário mundial pode pesar nos momentos cruciais.

BIG: Os alemães também não são favoritos na briga pelo título. Após a boa campanha no PGL Major Krakow 2017, a BIG caiu muito de produção e não tem sido vista com frequência nas principais competições do mundo.

Ghost: A equipe estadunidense é a mais fraca de toda a ESL One Belo Horizonte. Os norte-americanos tiveram que reformular praticamente toda a line-up duas semanas antes do início do evento. Isso fará com que tenham uma dificuldade enorme nas partidas.

Grupo A: FaZe, SK Gaming, Space Soldiers e Ghost
Grupo B: Liquid, Mousesports, Não Tem Como e BIG

Formato

O formato do evento será o tradicional GSL, ou seja, duas equipes de cada grupo passam para os playoffs. Todas as partidas serão disputadas em melhor de três mapas, com exceção da grande final, que será jogada em melhor de cinco mapas.

Quarta-feira (13):

11h00 – FaZe x Ghost
11h00 – Space Soldiers x SK Gaming
14h40 – Mousesports x Não Tem Como
14h40 – BIG x Liquid
18h20 – Partida eliminatória do Grupo A

Quinta-feira (14):

11h00 – Partida eliminatória do Grupo B
14h30 – Partida classificatória do Grupo A
18h00 – Partida classificatória do Grupo B

Sexta-feira (15):

11h00 – Partida decisiva do Grupo A
14h50 – Partida decisiva do Grupo B

Sábado (16):

11h00 – Semifinal #1
14h50 – Semifinal #2

Domingo (17):

17h30 – Grande Final