- Publicidade -

A Superliga ABCDE 2018 teve sua decisão neste domingo (23), com vitória de 3 a 2 da INTZ e-Sports sobre a paiN Gaming. A série emocionante teve o topo Rodrigo “Tay” Panisa como um dos protagonistas por parte do time intrépido. Logo após a série, o Mais e-Sports conversou com o jogador, que comentou o título, a mudança de rota e sua carreira em 2018. Confira:

Como foi para você a experiência de vencer o seu primeiro título com a INTZ eSports?

Tay: Foi uma experiência muito gratificante, ainda mais porque a INTZ foi um time que acreditou em mim quando eu estava embaixo no início do ano, e no meio do ano eles confiaram em mim para uma posição nova e em uma rota muito difícil de substituir porque o Ayel (antigo topo da INTZ) é muito bom. Então, é muito gratificante chegar aqui e ganhar esse título.

Você conquistou o título em cima da paiN Gaming, que foi um time onde você foi muito criticado pela torcida. Como foi vencer nessa condição, principalmente com tantos torcedores aqui?

Tay: Foi uma sensação muito boa, ainda mais por provar que eu consigo ser bom. Mas eu não guardo muito rancor da torcida da paiN, por mais que eles tenham cobrado bastante de mim na época que fomos rebaixados, mas acho que é normal um torcedor querer ver seu time ganhar à todo custo, então, quem quiser hatear pode continuar, e quem quiser continuar me apoiando, muito obrigado.

Como que você define 2018 para a sua carreira?

Tay: Foi um ano de superação e aprendizado. Ser rebaixado e chegar no final do ano e ganhar um título, é um exemplo de superação. Mesmo com tantas divergências no meu ano, eu acho que aprendi muita coisa e melhorei muito tanto como pessoa quanto como jogador.

Você mudou de rota de novo no meio desse ano e em um split você se tornou um dos melhores topos do Brasil. Ao que você pode atribuir essa evolução?

Tay: Primeiramente, ao meu time. Se eu fosse um jogador bom e não tivesse um time tão bom, eu não conseguiria todo esse destaque. Toda a comissão técnica da INTZ me ajudou muito, mas o Maestro me fez ver uma maneira diferente de jogar League of Legends, então se eu estou jogando bem é por causa dele.

O que você, pessoalmente, aprendeu com essa campanha da Superliga?

Tay: Eu aprendi a me adaptar melhor às coisas e às situações que estou enfrentando, aprendi também a não desistir, porque ganhamos vários jogos muito difíceis, creio que melhoramos bastante nossa mentalidade perante o jogo.

Você pode deixar um recado para a torcida?

Tay: Só quero dizer muito obrigado, se não fosse por vocês a gente não estaria aqui, eu só tenho a agradecer… Então, muito obrigado!