A Fnatic começou o Mundial com um bom saldo, onde venceu duas partidas e perdeu apenas uma,. O Mais e-Sports teve a iportunidade de converzar com o top laner da equipe europeia, Paul “sOAZ” Boyer, que comentou sobre motivação para continuar jogando, jogo contra a IG, sua evolução entre outras coisas coisas. Acompanhe a entrevista:

Você joga desde a Season 1. O que mais te motiva a continuar?

Praticamente a competição e a grana também, obviamente. As pessoas acreditam que é o trabalho dos sonhos, mas tem muitos lados negativos, muito stress. Eu perdi muito cabelo, fiquei com cabelo branco… Então não tem apenas esses lados negativos. Também tem os lados positivos e esses lados são mais valiosos que os negativos. Têm sempre grandes lições que você aprende, relações, relações de trabalho, todos esses tipos de coisa. Eu não vi o suficiente durante todos os anos que eu venho jogando, eu acho que vou continuar aprendendo enquanto eu continue nesta área.

Você tem o Caps no seu time, que é muito novo, e você é um jogador mais velho. Como é essa relação entre vocês?

Hmm… A relação é boa entre eu e ele. Nós estamos sempre rindo juntos, trollando um ao outro. Eu vejo muito de mim mesmo nele, em termo do que eu era… Eu era também o cara com muita energia que estava trollando todos do meu time, e todos comigo também.

Quando eu comecei a jogar eu tinha 17 anos mas as pessoas começaram a me conhecer quando eu tinha 20, 21 anos. Eu era bem parecido com o Caps nisso, não no mesmo nível. Ele não sabe muito sobre a vida além do League of Legends, mas eu vejo muito de mim mesmo no Caps e temos uma boa relação.

Vocês terminaram agora com um 2-1 e foram 3 stomps. A Fnatic stompou dois jogos e foi stompada pela IG. O que vocês aprenderam desses jogos?

Eu não acho que fomos stompados pela IG. Começamos muito devagar. Nossa bot lane estava tão atrás… Mas eu fiz uma jogada com o TP e voltamos para o jogo, matamos eles e levamos duas torres em um jogo que começamos muito atrás. Eu não acho que fomos stompados, acho que foi perto. Senti que foi difícil jogar mas não conseguimos pressão mas eu não senti que foi um stomp, nós perdemos a luta principal e perdemos o jogo. Eu acho que quando um bom time joga contra outro time bom, se você esquece-se de algo, o jogo fica muito difícil de jogar a partir deste momento. Eu não acho que este foi o caso pelo que aconteceu no início, se eles são realmente muito muito muito bons, nós não conseguiríamos voltar para a partida… mas nós conseguimos voltar em alguns momentos. Acredito que na próxima vez que jogarmos contra eles, estaremos aptos para vencer. Só precisamos de mais comunicação, seguir o plano para o earlygame e assim vamos conseguir vencer eles e sair 5-1 da fase de grupos.

A IG teve um split muito bom. Quase venceu a RNG em várias séries. Vocês estão confiantes para buscar o título de campeão mundial?

Bem, eu acho que é muito cedo para falar sobre isso. Não acho que tenha já algum franco favorito para vencer, acho acho que em alguns momentos você pode discordar, mas depende do ano. Em alguns tem um vencedor claro como foi com a Samsung White. Eles eram tão melhores que qualquer outro time do torneio. Isso aconteceu em outros anos, a SKT era ótima, mas nesse ano não acho que algum vencedor claro. Iremos trabalhar jogo à jogo, não iremos pensar muito nisso.

Lembro-me do Tabe, suporte da RNG, falando em 2013 que você era muito esperto dentro do jogo. E também lembro de um jogo que você estava 0/4 de Gnar e mesmo assim foi impactante nas lutas, os casters brincaram falando que era o melhor 0/4 Gnar do mundo. Como você fica tão calmo durante qualquer situação de jogo? Você é esse cara? Que sempre está calmo e deixa todo mundo mais tranquilo também…

Eu não diria que sou tão calmo assim, Depende da situação obviamente. Por exemplo, contra a IG eu estava mais calmo, pensando mais claramente, pois a gente estava dividindo algumas chamadas sobre o que fazer ou não. Eu e o Hylissang queríamos ir para uma luta final, mas Rekkles achava que não era uma boa ideia, que devíamos discutir sobre o que fazer e coisas do tipo.

Talvez se eu fosse mais calmo, eu poderia pensar mais sobre ir para o lategame e vencer com calma ou coisas nesse estilo, ou também pensar que isso seria uma decisão ruim também, depende da situação, mas eu acho que o que eu sou realmente é em não sentir pressão em jogar contra um time melhor ou um time muito bom. Alguns jogadores tem muita pressão se estiver contra um jogador bom eu não sinto essa pressão quando estou jogando. Eu sinto menos pressão e jogo melhor quando estou contra jogadores bons do que quando estou com jogadores piores que eu. Se estou jogando com um jogador pior que eu, sei que vou cometer alguns errinhos a mais que não cometeria contra um jogador melhor que eu, acho que isso é para mim. Existem vários tipos de pessoas, alguns são o oposto, jogam muito contra jogadores piores, mas jogam mal contra jogadores muito bons. Para mim, eu estou nisso a tão tempo que eu não sinto mais pressão.

Eu estou muito confiante na minha habilidade para jogar, e em outros mundiais como com a Origem, por exemplo, eu acho que individualmente, e do jeito que nós jogávamos eu não sentia muita confiança no meu estilo de jogo. Eu acho que isso se mostrou muito durante o mundial, eu não tinha muita comunicação com o jungler e esses tipos de coisas, então praticamos isso. Mesmo assim, nós temos o mesmo estilo de jogo de dar muita atenção para o mid e bot e não tanto para o top, mas eu estou jogando nesse estilo por tanto tempo, tipo… 5 anos. Então sinto muito mais confiança em jogar nesse estilo e estar apto para fazer algo.

*Essa entrevista foi realizada antes do último dia de competição, onde a Fnatic venceu suas quartro partidas e garantiu a classificação para os playoffs do Mundial e também a primeira colocação de seu grupo.

A Fnatic disputará as quartas de final da competição contra a EDward Gaming no dia 21 de outubro. Você pode conferir a cobertura completa do Mundial aqui no Mais e-Sports.