- Publicidade -

A KaBuM permaneceu invicta até a sexta rodada do CBLoL 2018, onde perdeu a série para a Vivo Keyd por 2-0. Apesar da derrota, a equipe continua na liderança do campeonato e busca a classificação direta para a final. O Mais e-Sports conversou com Marcelo “Riyev” Carrara, suporte da KaBuM, que comentou sobre a derrota da equipe no último domingo (04).

Riyev comentou sobre o que essa derrota mostrou para a KaBuM e se eles foram surpreendidos pelo jogo da Keyd. “Eu não diria que a Keyd surpreendeu a gente mas isso demonstrou que temos que nos planejar muito mais porque essa semana eles (Vivo Keyd) foram um time que estavam um passo a frente da gente e esse passo a frente vai destruir a série toda, então vamos ter que nos preparar melhor para as outras séries”.

A KaBuM foi derrotada por 2-0 em jogos muito rápidos, de 26 minutos de duração. O suporte comentou sobre motivos que fizeram com que a equipe não conseguisse sair com a vitória.

“No primeiro jogo a gente dependia daquele barão e acabou que o Revolta foi checar imaginando que a gente estava lá, sabíamos que eles não tinham visão e que a gente conseguíamos sair mas não contamos que o Revolta iria lá checar, e é isso que ficou claro, que eles estudaram a gente e sabiam que eramos um time que fazíamos barão cedo e ai ele deu a sorte da gente estar lá, ele conseguiu roubar e ai desandou de vez. No segundo jogo nós não soubemos passar a pressão do bot para o mid e nisso fez com que o mapa todo caísse porque o mid está sendo a lane mais importante do jogo, então foi assim que perdemos”

Mesmo com a derrota para a Vivo Keyd, a KaBuM continua na liderança do CBLoL 2018 empatada com a RED.   Foto: Riot Games

A sexta rodada do CBLoL marcou a entrada do patch 8.4 na competição e causou diversas opiniões entre os jogadores onde Revolta chegou a citar que achava totalmente antijogo a estratégia do minion canhão com a Flâmula.. Riyev comentou sobre a a adaptação da equipe ao patch e se isso pode ter sido um dos motivos da derrota.

“Eu acho que nos adaptamos bem ao patch assim como em todos os outros patch, nós estudamos bastante e jogamos bastante soloQ, então não acho que a derrota foi por alguma não-adaptação ao patch, não tem muito o que falar nós só não soubemos jogar sem a pressão do mid e não soubemos pressionar lá, e assim o mapa todo foi caindo”

O jogador complementou falando um pouco sobre a Flâmula de Comando e sua interação com os buffs do barão no patch 8.4. “Assim que mudou o patch e teve o buff onde o barão iria deixar os minions mais fortes esse item (Flâmula) deveria deixar de existir porque não faz sentido, é muito forte e tem pouco counterplay, tem a runa Pulverizador de Tropas, Syndra ou Blitz para puxar o minion mas é muito difícil jogar contra, se você está atrás e o time inimigo faz barão é muito difícil você voltar no jogo, então acho que foi uma ideia bem ruim e da poucas chances para o time que errou e saiu perdendo, então nesse meta fica mais importante ainda você não errar no early game“.

A KaBuM agora joga contra a INTZ, que passa por um momento bastante complicado no CBLoL 2018. Os intrépidos possuem apenas duas vitórias e depende de resultados dos outros times (além de sua vitória) para a classificação para a escalada. Riyev comentou sobre a preparação para jogar contra a equipe que não vem em um bom momento na competição.

“Não pensamos muito no que o outro time está passando, pensamos apenas na gente e  nós sempre iremos ver o nosso adversário como o time mais forte do campeonato, falamos isso toda semana. Então, vamos vir com a mesma preparação e muito fortes para que possamos sair com a vitória na série”

Agora a KaBuM jogará contra a INTZ no dia 11 de março. Você pode acompanhar a cobertura completa do CBLoL 2018 aqui no Mais e-Sports.