A SK Telecom T1 conseguiu sua primeira vitória no segundo Split da LCK 2018, ao vencer a Jin Air Green Wings. Apesar de ser um resultado bom, a equipe ainda permanece em situação preocupante na competição, já que perdeu suas quatro primeiras séries no torneio. Após a vitória, Lee “Faker” Sang-hyeo e Kang “Blank” Sun-gu foram entrevistados pela SPOTV. Confira:

Você finalmente conseguiu a primeira vitória no Split, como está se sentindo?
Faker: Nós praticamos muito recentemente. Achamos que precisávamos vencer a JAG independente de sua baixa classificação. Eu queria mostrar que podemos fazer melhor no Split de verão a partir de agora.

Vocês estavam com uma sequência de quatro derrotas seguidas, como você se preparou para agora?
Faker:
Depois de perder pelo quarto jogo seguido, conversamos muito sobre qual era o problema. Como não era apenas um dois problemas, pensamos que não poderíamos consertar tudo de uma vez, então queríamos dar um passo de cada vez. Precisávamos levantar a moral dos jogadores em primeiro lugar e consertar as outras coisas depois.

Quais foram os pontos bons da série de hoje?
Faker:
Antes houve problemas na fase de rotas, e às vezes nós acabamos sofrendo algumas mortes questionáveis, mas não havia nada disso hoje.

Blank também estava muito bem hoje.
Blank:
É um alívio termos quebrado essa sequência de derrotas.

Xayah foi escolhido no jogo 1. Qual foi o plano?
Faker:
Jogamos com muitos campeões diferentes (não atiradores) no bot, mas nossos resultados não foram tão bons, então decidimos jogar com campeões em que fomos bons.

Então, foi uma escolha espontânea ou totalmente planejada?
Faker:
Outras equipes fazem escolhas espontâneas de tempos em tempos; nós também fizemos, mas desta vez, foi totalmente planejado e preparado.

Não houve muitas Xayah’s de smite antes. Tudo correu como planejado?
Faker:
Agora temos uma equipe com 10 jogadores, acho que a Afreeca Freecs quem começou com essa tática. Nós realmente praticamos muito. Na meta atual, precisamos encontrar a melhor composição com os melhores campeões. Nós praticamos muito com todos só 10 jogadores no curto tempo de preparação.

Bang usou o smite para farmar a sua selva e também a rota do meio, com Blank como seu suporte.

(Para o Blank) Como foi o jogo 1?
Blank: Na minha mente era fácil porque o jungler estava ao lado do mid laner o tempo todo. Como eu pratiquei muito com campeões suportes, então ocorreu tudo bem.

Tem algum momento em que se lembra particularmente?
Faker:
Não muito. Eu escolhi um campeão que tem uma fase de rotas forte. Acho muito bom ter tomado a iniciativa e me aprofundado no mapa adversário.

No último jogo, os novatos jogaram. Quais foram seus pensamentos observando-os jogar?
Blank:
Alguns jogadores que não tinham muita experiência, por isso torci muito por eles.

Você deu muitos conselhos a eles?
Faker:
Não muito, mas eu pensei que eles não estavam se saindo tão bem comparado aos treinos, talvez eles estivessem nervosos, então eu dei um feedback após a partida.

A vantagem de vocês estava diminuindo durante o segundo jogo. Como foi?
Faker:
Eu não achava que perderíamos a vantagem no final do jogo. Antes, era difícil fechar o jogo mesmo se tivéssemos o Barão e o Elder … Você sabe, eles estavam no mesmo tempo da última temporada. (Risos) Agora, não é assim, então eu não estava preocupado.

O próximo jogo de vocês é contra a KT Rolster, como você acha que vão se sair?
Faker:
 Times fortes sempre voltam depois de quedas. Como vencemos hoje, acredito que faremos melhor em outras partidas também. O jogo contra a KT será interessante.

A entrevista foi traduzida pelo português pelo Mais e-Sports. A tradução pode ter sofrido alterações para melhor entendimento.

O próximo jogo da SK Telecom T1 será contra a KT Rolster no dia 26 de junho. Você pode conferir a cobertura completa da competição aqui no Mais e-Sports.