A “equipe de estrelas” da KT Rolster foi formada no começo de 2017, mas nunca conseguiu fazer jus aos nomes que a compõem. O time sul-coreano não conseguiu nenhum título de lá pra cá, mas sempre “bateu na trave” em seus resultados. Em 2017, a SKT foi o grande pesadelo de Smeb e companhia, vencendo todos os confrontos do ano, que incluem a final do primeiro split e também os playoffs do segundo split.

Em 2018 a KT conseguiu superar a tricampeã mundial, vencendo todos os confrontos do ano até o momento (incluindo o feito de desclassificar a SKT nos playoffs da LCK 2018), mas novamente acabou falhando, ao ser desclassificada pela Afreeca Freecs na semifinal da LCK.

Em entrevista ao site Inven, o atirador da KT, Kim “Deft” Hyuk-kyu, que vem sendo um dos mais criticados da equipe principalmente por sua mentalidade dentro dos jogos, comentou sobre seu desempenho na LCK, em como está trabalhando sua mentalidade, problemas dentro da equipe e mais. Confira:

Pergunta: Como você tem estado após as criticas que vem recebendo?
Deft: Eu não podia simplesmente sentar e relaxar depois do fim do split. Até 2016, sempre competi em pelo menos um dos dois MSI’s ou Mundiais; mas agora, esses torneios não me parecem familiares. Fiquei desapontado comigo mesmo e com os resultados de nossa equipe, então passei meu tempo corrigindo meus problemas, com a mentalidade de que preciso começar de novo.

P: Seu “problema” consiste em falta ou queda de concentração durante os jogos em andamento?
D: O maior problema pessoal que tive foi minha queda de concentração durante os jogos. Em equipe, nós tivemos muitas opiniões que geravam algum conflito quando fazíamos as chamadas. Às vezes tivemos tantas chamadas diferentes feitas em uma única situação que acabou causando muito caos.

P: Eu estou supondo que é por isso que sua equipe trabalhou bastante nos pontos de trabalho em equipe e sinergia entre os jogadores. Que tipo de conversas você teve com seus colegas de equipe em relação a isso?
D: Depois do split, reunimos-nos e conversamos sobre nossas decepções e frustrações. Para o primeiro split, tanto Smeb quanto Mata alteraram seu estilo de jogo para o time, mas nossos resultados não melhoraram. Há muitas coisas que todos precisam melhorar para vencermos.

Deft recebeu 7 MVP’s durante o primeiro split da LCK 2018.                                                                             Foto: Inven

P: Você pode explicar em detalhes como Mata e Smeb alteraram em seu estilo de jogo?
D: Smeb costumava fazer bom uso de seu jungler, enquanto ao mesmo tempo jogava de forma extremamente agressiva. Mas para o primeiro split de 2018, ele jogou fora suas próprias necessidades e deu a Score muito mais liberdade para fazer o que ele desejava. Quanto a Mata, embora ele seja um suporte que frequentemente está andando pelo mapa dando roaming, neste split se concentrou em me proteger ao máximo.

P: Deve ter sido decepcionante que apesar de terem feito essas mudanças, vocês não venceram.
D: Eu já joguei 3 splits durante meu tempo no KT, e todos eles poderiam ter sido muito melhores para nós. Durante o primeiro, jogamos muito bem até chegar as finais, onde caímos da graça. Durante o verão de 2017, nos deparamos com tantas oportunidades, mas não conseguimos aproveitar nenhuma… Naquela época, minha mentalidade foi abalada completamente. Durante a primavera deste ano, passei muito tempo pensando se o estilo de jogo que eu adaptei é ou não o melhor para o time.


Em 2017, a KT não conseguiu chegar ao Mundial 2017, perdendo a final regional para Samsung Galaxy.

P: Embora a KT tenha consistentemente se mantido entre os três melhores da LCK, os torcedores continuam criticando a equipe, o que você pensa sobre isso?
D: Eu entendo toda a crítica deles. Eu não vim para a Coreia para não ganhar, então se o resultado de um split for decepcionante tanto para os jogadores quanto para os fãs, esse split foi fracasso. Estou aceitando todas as críticas e “ataques”.

P: Embora haja muitas críticas direcionadas ao desempenho individual dos jogadores, muitos fãs estão chateados com os Picks e Bans da KT.
D: Picks e Bans são baseados em resultados, o que significa que você receberá elogios caso vença, mas receberá críticas quase que de qualquer maneira caso perca. Há muito tempo atrás, embora Camille fosse considerada OP, muitas vezes a deixamos passar com uma estratégia em mente, o mesmo com Zac. Os jogos em que escolhemos Sivir após o banimento de Kalista acabamos perdendo, embora tivessemos ótimos resultados durante as scrims nessa mesma situação. Nós planejamos todos nossos picks e bans antes dos jogos, então não temos desculpas.

P: Qual crítica te machucou mais?
D: Eu estou no ponto da minha carreira em que posso simplesmente ignorar todos os insultos. Mas as críticas, “mesmo que você faça o seu melhor, você atingiu seu limite. Você não pode vencer”, realmente me machucou. jogar mal apesar de dar tudo de si é provavelmente o pior pesadelo de um jogador profissional. Então, eu farei o meu melhor para fazer melhor do que o esperado pelos fãs e vencer.

P: Houve rumores de que a KT pode não ter renovado seu contrato este ano devido à falta de resultados.
D: Durante o ano passado, houve muitas coisas com as quais todos não concordaram. Mesmo até a Kespa Cup, não sabíamos o que iria acontecer com todos nós. Durante os treinos, tudo corre bem, mas no palco não conseguimos os mesmos resultados. Nós então estamos muito persistentes para obter os mesmos resultados no palco. Naturalmente, todos concordaram em dar outra chance.

P: Com a line-up atual, o que você está feliz / decepcionado?
D: Todos na equipe sabem muito sobre o jogo, então há muito o que compartilhar e aprender. No entanto, devido ao meu imenso respeito pelos meus companheiros de equipe, eu costumo jogar passivamente. Como ADC, eu tenho que saber como utilizar o meu suporte, mas devido à minha mentalidade de que as opiniões e chamadas dos meus colegas de equipe estão sempre certas, eu raramente faço minhas próprias jogadas.

Foto: Fomôs

P: Com Ucal se juntando à equipe, você não é mais o mais novo da equipe.
D: Ucal é um jogador tão maduro que ainda sinto que sou o mais novo. Durante meu tempo na Samsung Blue, Acorn era seis anos mais velho que eu, agora Ucal é cinco anos mais novo. Agora que estou pensando nisso, é uma enorme diferença de idade! (Risos) Uau … quando ele completar 25 anos eu vou ter 30 anos … Mas por que ele se sente tão maduro?

P: Não muito tempo atrás, Rekkles dos melhores ADC’s do mundo, e colocou você como atrás dele.
D: Eu vi isso também. (Risos) Rekkles venceu sua liga regional e competiu no MSI, então não posso discutir com ele. Vou segurar por agora … mas no verão, provarei que sou o melhor jogador de ADC. Eu não posso avaliar todos os jogadores do ADC no momento devido ao meu histórico ruim, mas quando eu tiver outra chance de ser entrevistado e eu tiver melhores resultados, eu farei o meu próprio ranking.

Em uma entrevista para o Inven, Rekkles classificou os melhores ADC’s da atualidade em sua opinião. Foto: Inven

P: Você mencionou há um tempo que está ficando sem tempo desde o seu retorno para a LCK.
D: Eu ainda sinto e penso da mesma maneira – porque eu não deveria me superestimar. É verdade que estou ficando sem tempo, mas isso não significa que vou me aposentar depois de vencer. (Risos) Eu tentarei o meu melhor para jogar o máximo que puder. Eu não quero apenas ganhar um título, quero me tornar um jogador que seja capaz de vencer continuamente.

P: Você acha que alcançará seu objetivo neste verão?
D: Estou tentando mudar completamente o meu estilo de jogo para o próximo verão. Atualmente, as coisas parecem boas então acho que vou conseguir exibir um desempenho com o qual eu e os fãs poderemos ficar satisfeitos.

P: Para esse objetivo, você terá que escalar a montanha mais alta. Você precisará derrotar SKT T1 e Kingzone DragonX.
D: No passado eu sofria mentalmente sempre que perdíamos para a SKT. Todos os times venceram contra eles pelo menos uma vez, mas caíamos de joelhos sempre que jogávamos contra eles e era muito frustrante. Então nós os vencemos pela primeira vez este ano e eu chorei. Embora Smeb me repreendesse por chorar, todos estavam igualmente felizes. Com a Kingzone será o mesmo para nós.

No estado atual do LCK todas as equipes tem chances de vencer todas, então não te uma equipe específica que eu tenha medo de enfrentar.

Depois de não conseguir nenhuma vitória contra a SKT em 2017, Deft se emociona ao vencer a equipe em 2018.

P: Você parece um pouco mais confiante agora. Todo jogador tem o desejo de vencer, mas você tem o que é preciso para tornar esse desejo uma realidade?
D: Durante o treino antes de cada split, senti que a atmosfera da equipe é o fator mais importante para vencer. Desta vez, é um pouco diferente. Comecei a me concentrar em como devemos praticar em vez de apenas olhar para os resultados de scrims. Atualmente, estou muito confiante, a vitória pode não ser mais apenas um sonho.

P: A competição dentro da Coréia pode ser acirrada, mas as equipes de outras regiões também estão conseguindo grandes melhorias, especialmente as equipes de LPL. Você está confiante em jogar contra eles?
D: Eu joguei tanto na LPL quanto na LCK e vi muitos posts da comunidade que realmente subestimavam as equipes chinesas. Há um monte de grandes jogadores na LPL e eles não são apenas muito talentosos, mas também investem muito esforço e praticam muito. Por meio desse MSI, eles se mostraram fortes e foram reconhecidos por fãs em todo o mundo. Como um colega profissional, foi ótimo ver equipes estrangeiras receberem o mesmo tratamento que as equipes da LCK.

P: Você tem algum conselho para os jogadores coreanos que querem jogar no exterior? Ou talvez, algum conselho para aqueles que podem querer retornar para a LCK?
D: Eu joguei tanto na LPL quanto na LCK, mas a região não é tão importante assim. Se você realmente faz o seu melhor, você será bem sucedido, não importa onde você esteja jogando. Se você subestimar a liga e tirar “folgas” durante os treinos, você falhará. Se você realmente der tudo de si, o suficiente para receber o reconhecimento de todos, você alcançará o sucesso.

P: Por fim, se houver algo que você gostaria de acrescentar à entrevista, por favor, vá em frente.
D: Nós provavelmente decepcionamos nossos fãs, de novo e de novo, mas obrigado por ainda torcerem por nós. Eu vou retribuí-los com melhores resultados no próximo split. Além disso, estaremos competindo no Rift Rivals. Pessoalmente, acho o RR um torneio muito divertido e interessante. Eu farei o meu melhor para trazer o título de volta para casa. Além disso, nós lhes daremos outro presente; vamos nos classificar para o Mundial este ano! Por fim, eu realmente gostaria que o Pawn melhorasse em breve.

A entrevista foi realizado pelo site Inven e teve sua tradução para o português feita pelo Mais e-Sports. A tradução pode ter sofrido alterações para melhor entendimento.