O jogador Vito “kNg” Giuseppe, na manhã desta quinta-feira (21), soltou uma nota em sua página oficial do Facebook explicando o motivo da sua saída da Immortals. Além disso, kNg também fala sobre as polêmicas em que se envolveu recentemente, como o atraso na DreamHack Open Montreal, que comprometeu diretamente a conquista da competição. 

Kng começa a nota dizendo “hoje não faço mais parte da Immortals”. Depois disto, ele explica sobre o problema em que teve com a imigração, que o fez ter que voltar para o Brasil. “Eles descobriram que eu estava jogando pela Immortals e meu visto de trabalho não estava pronto. Estava entrando com visto de turismo. Barraram a entrada e tive que voltar para o Brasil”, ele afirma.

Em seguida, o jogador relata a exaustiva rotina pela qual passou para chegar a tempo em Montreal, Canadá, para disputar a DreamHack Open Montreal 2017. “Eu estava ‘quebrado’. Quase três dias sem dormir direito e ainda teria que chegar ao Brasil e voltar no mesmo dia para o Canadá”.

Na sequência, kNg conta o que aconteceu no dia da grande final do campeonato, no qual ele e alguns dos seus companheiros chegaram atrasado ao local do evento. “Eu, Zakk, Hen1 e Lucas1 ficamos a noite inteira no quarto jogando truco e conversando sobre o jogo”, ele disse.

Após isto, ele fala que antes da grande final, os jogadores acabaram dormindo devido ao cansaço e, consequentemente, perderam o horário. “Chegou mensagem no grupo da Immortals dizendo que o jogo seria uma hora após a última semifinal. Eu sabia que seria mais cedo que às 17h00 (Horário Local). A minha culpa foi ter achado que conseguiria acordar”.

Kng também disse que a relação com o CEO da Immortals, Noah Whinston, já não era boa após o último major (PGL Major Kraków 2017). “Nossa relação já não era boa após o major, nós exigíamos uma valorização que nunca foi dada”, relatou ele. O jogador também aproveitou para citar uma declaração de Noah, na qual o CEO falou sobre honra: “Como disse o Noah, ‘honra > tudo’. Honra seria você ter me avisado que eu estava suspenso. Por que honra para mim era vestir a camisa do seu time”.

Confira a nota na íntegra clicando AQUI.